22.3 C
Rio Branco
25 outubro 2021 11:32 pm

Público de 10 mil pessoas é esperado na 14ª edição da Parada do Orgulho LGBT

POR TIÃO VITOR, DO CONTILNET

Última atualização em 14/12/2019 15:19

As ruas do centro de Rio Branco devem ser tomadas por cerca de dez mil pessoas na tarde do domingo (15). Esse é público esperado na Parada do Orgulho LGBT, que, este ano, está na sua 14ª edição. O evento faz parte da 14ª Semana Acreana da Diversidade, iniciada na terça-feira (11).

A organização divulgado para a imprensa um texto com orientações a respeito do que é e do que não é legal na Parada. De acordo com Germano Marino, um dos organizadores do evento, tais orientações são necessárias para garantir a segurança e a tranquilidade durante a festa.

“Isso é necessário para que as pessoas entendam que a parada é uma manifestação alegre, colorida, mas que deve ocorrer com respeito para garantir a participação de todos, inclusive, as famílias”, afirmou Marino.

O organizador lembrou que a edição deste ano é colaborativa, ou seja, com a arrecadação de R$ 1 e de um quilo de alimentos não perecível.

“Esses alimentos devem ser doados para as instituições carentes. O dinheiro será usado para garantir os custos e o pagamento das coisas que acontecem dentro da Parada do Orgulho LGBT e da Semana da Diversidade”, explicou.

A concentração para o início da Parada ocorre a partir das 15 horas, na avenida Getúlio Vargas, em frente ao Colégio de Aplicação. O término está previsto para as 21 horas, com shows de bandas e artistas locais, no Novo Mercado Velho, às margens do rio Acre.

Veja, abaixo, o que que NÃO É LEGAL na Parada

  • Atentado ao pudor (andar nu ou seminu): a manifestação é colorida e o adereço mais confortável é uma fantasia babadeira, afinal, criatividade é a moda do momento;
  • Atos obscenos prejudicam, principalmente, a participação das crianças. Sexo é melhor no reservado – e com segurança;
  • Brigas ou agressões estão fora de moda. O evento é festivo, cultural. Conte até 10 e faça de sua participação uma luta pela paz;
  • Levar bebida alcoólica em garrafas de vidro: garrafas de cerveja e destilados podem servir de arma. Se cair e quebrar, machucarão outros participantes;
  • Drogas ilícitas não são legais para ninguém, não fazem bem à saúde e são alvos de lei de proibição, sendo que o cidadão poderá responder criminalmente por exageros ou comercialização;
  • Bebida e Direção: Existem outros meios de transporte para ir e voltar do evento. Se beber, não dirija. Sua vida é mais importante!

Veja que É LEGAL na Parada

  • Toda manifestação de paz;
  • Toda e qualquer manifestação de carinho;
  • O seu cartaz, sua faixa, seu abadá, sua fantasia, sua forma de reivindicar seus direitos;
  • A participação de seus familiares, pois ajuda na manifestação da luta no enfrentamento à discriminação;
  • O respeito aos outros participantes;
  • A sua participação, que vem ajudar com que possamos cobrar e reivindicar políticas afirmativas no enfrentamento à discriminação e LGBTfobia.
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.