25.3 C
Rio Branco
18 maio 2022 2:39 pm

Nomes da moda fazem doações ao combate do coronavírus; confira

POR

Última atualização em 28/03/2020 09:05

Desde que o coronavírus se espalhou pelo mundo, governantes, profissionais da saúde e pesquisadores travam uma corrida contra o tempo para conter o avanço da Covid-19. A busca por vacinas, remédios e suporte às vítimas, no entanto, tem custado caro à economia mundial, fazendo artistas e personalidades da moda se solidarizarem com a situação e doarem quantias milionárias às ações de combate à doença.

À medida que os efeitos generalizados do coronavírus se alastram pelas maiores metrópoles do mundo, as celebridades tentam contribuir de alguma forma com contenção da enfermidade. Enquanto nomes como Tom Hanks, Idris Elba, Gabriela Pugliesi, Di Ferrero, Preta Gil e Fernanda Paes Leme foram a público anunciar que contraíram o vírus, enfatizando a importância do isolamento social, outros doam fundos às organizações que prestam auxílio às vítimas do surto.

Rihanna

A Fundação Clara Lionel, da cantora Rihanna, doou US$ 5 milhões para instituições de caridade que trabalham no combate ao coronavírus. A lista de beneficiados inclui as organizações Direct Relief, Feeding America, Partners in Health, Comitê Internacional de Resgate e o Fundo de Solidariedade às Vítimas da Covid-19, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Uma declaração compartilhada no site da instituição afirma que o dinheiro será destinado à alimentação, saúde e manutenção de comunidades em risco e de idosos dos Estados Unidos.

Donatella Versace

A diretora criativa da Versace e sua filha Allegra prometeram doar 200 mil euros ao departamento de terapia intensiva do Hospital San Raffaele, em Milão. A unidade enfrenta uma grave falta de suprimentos e a situação na Itália, como um todo, se agrava a cada dia.

“Em tempos como estes, é importante estarmos unidos e apoiarmos os que estão na linha de frente, lutando diariamente para salvar vidas. Nosso coração está voltado a todos aqueles que foram afetados por esta doença e aos profissionais, que têm trabalhado heroicamente para cuidar de nossos entes queridos”, disse a estilista em um post no Instagram.

Valentino Garavani e Giancarlo Giammetti

Os fundadores da grife Valentino também se solidarizaram. Eles concederam 1 milhão de euros ao Hospital Agostino Gemelli, em Roma, para apoiar a unidade de tratamento à Covid-19 criada pelo centro de saúde.

“Em um momento tão dramático para o mundo inteiro, queríamos oferecer nosso apoio a esta batalha crucial contra um inimigo tão invisível, mas terrível. Ficamos gratos por todas as mulheres e homens que lutam minuciosamente, dia e noite, para salvar vidas preciosas em nossos hospitais. Nunca deixaremos de agradecer a eles pelo amor e paixão com que estão lidando com esse desafio”, disse Garavani em comunicado.

Giorgio Armani

Inicialmente, Giorgio Armani doou 1,25 milhão de euros a diversas instituições italianas. Na lista, estão os hospitais Luigi Sacco e San Raffaele, o Istituto dei Tumori, em Milão, e o Istituto Lazzaro Spallanzani, em Roma.

Na semana seguinte, o designer decidiu apoiar, também, alguns centros de saúde em Bergamo e Piacenza, bem como o Hospital Versilia, na Toscana. No total, o estilista investiu 2 milhões de euros no combate ao coronavírus.

Ralph Lauren

Por meio da Ralph Lauren Corporate Foundation, o estilista norte-americano se comprometeu a dar US$ 10 milhões para ajudar os profissionais da saúde e as comunidades afetadas pela pandemia. Desse montante, US$ 1 milhão é destinado à iniciativa de captação de recursos A Common Thread, do CFDA / Vogue Fashion Fund.

O resto da quantia foi dividida entre o Fundo de Solidariedade às Vítimas da Covid-19, da OMS, e o fundo Pink Pony, que apoia instituições dedicadas ao tratamento do câncer.

Marco Bizzarri

Além de direcionar a produção da Gucci à elaboração de máscaras hospitalares, o diretor executivo da casa italiana, Marco Bizzarri, fez uma doação pessoal de 100 mil euros a vários hospitais da região italiana de Emilia Romagna.

Chiara Ferragni

Quem também auxiliou o Hospital San Raffaele foi a influenciadora Chiara Ferragni. Ao lado do marido, o cantor Fedez, a empresária doou 100 mil euros para uma vaquinha on-line que contribuirá na criação de novos leitos hospitalares na área de terapia intensiva da instituição. Após o endosso da blogueira italiana, a página que angariava fundos para o centro clínico acumulou mais de 4 milhões de euros em doações.

Blake Lively

Junto ao marido, o ator Ryan Reynolds, Blake Lively cedeu US$ 1 milhão para as ONGs Feeding America e Food Banks Canada, que fornecem alimentação às comunidades carentes em meio ao surto da Covid-19.

Em seus perfis nas redes sociais, o casal encorajou seus seguidores a contribuírem e manterem contato com amigos e familiares apenas por FaceTime ou Skype. “Todos nós podemos fazer algo pelo outro, mesmo que seja ficar em casa”, escreveu ela no Instagram.

Lady Gaga

A Haus Labs, marca de beleza de Lady Gaga, divulgou que doará 20% de suas vendas de março aos bancos de alimentos LA Food Bank e Food Bank 4 NYC, localizados em Los Angeles e Nova York, respectivamente. A cantora lançaria um novo CD no dia 10 de abril, mas preferiu adiar a chegada do trabalho ao mercado para auxiliar quem sofre com a pandemia.

“É importante não desviar a atenção da necessidade de equipamentos médicos essenciais e assegurar que crianças tenham a assistência que precisam. Devemos ajudar quem foi financeiramente impactado por essa pandemia”, publicou no Instagram na terça-feira (24/03).

Ariana Grande

Sem mencionar valores, a cantora Ariana Grande confirmou, por meio do Instagram, que está ajudando as ONGs Opportunity Fund, GiveDirectly, Feeding America e Cruz Vermelha Italiana, além da própria Organização Mundial da Saúde.

“Enquanto estamos em distanciamento social e fazemos o melhor possível para proteger um ao outro, meu coração dói pelas pequenas empresas, indivíduos e famílias afetados por tudo isso. Estou apoiando todas essas organizações e, se você puder, também deveria”, aconselhou seus seguidores em um story.

Taylor Swift

Quem também prefere manter sigilo a respeito do investimento feito às ações de combate ao coronavírus é a cantora Taylor Swift. Ela ajudou a Organização Mundial de Saúde e a ONG Feeding America.

Além disso, a artista tem enviado quantias a alguns fãs que estão sem emprego por conta do isolamento social. Samantha Jacobson, garçonete em um bar na Disney, e a fotógrafa Holly Turner são algumas das pessoas que foram a público revelar as doações de Taylor.

Kanye West e Kim Kardashian

Segundo a People, Kanye West doou dinheiro para a Dream Center, de Los Angeles, e We Women Empowered, de Chicago. A presidente da segunda instituição afirmou à revista que a generosidade do rapper fará a diferença para todos os idosos que são assistidos pela ONG.

“Hoje, quando recebi uma ligação de Kanye West querendo ajudar os idosos de Chicago, fiquei sem palavras. Com a doação, poderemos continuar entregando refeições aos que não podem sair de casa”, disse Josephine Wade, presidente e fundadora da We Women Empowered, à publicação.

Angelina Jolie

Depois de fazer uma doação à Agência de Refugiados da ONU e socorrer escolas que patrocina no Afeganistão, Camboja, Quênia e Namíbia, Angelina Jolie doou US$ 1 milhão à instituição No Kid Hungry. Em âmbito mundial, Angelina une esforços com a Unesco na tentativa de formar a Coalizão Global de Educação, que terá o intuito de auxiliar crianças a acessar o ensino a distância durante o período de isolamento.

“A partir desta semana, mais de 1 bilhão de crianças estão fora da escola em todo o mundo por causa de fechamentos ligados ao coronavírus. Muitas delas dependem de cuidados e nutrição que recebem durante o horário escolar, sendo 22 milhões apenas nos Estados Unidos. A No Kid Hungry está fazendo esforços para compensar essas refeições perdidas”, disse a atriz e ativista em comunicado.

Gwyneth Paltrow

Em um levantamento divulgado pelo fundo Frontline Responders, dedicado ao reabastecimento dos estoques de equipamentos de proteção individual nos hospitais norte-americanos, uma doação de US$ 100 mil é atrelada ao nome da atriz Gwyneth Paltrow. Em seu Instagram, a ganhadora do Oscar salientou a importância desses itens aos profissionais que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus.

“Se médicos e enfermeiros ficarem doentes, eles não poderão continuar trabalhando para salvar o resto de nós. É necessária uma logística séria para que estes equipamentos cheguem rapidamente aos hospitais que precisam com urgência”, refletiu.

Cardi B

A rapper Cardi B viralizou nas redes sociais com um vídeo em que demonstrava sua preocupação com o avanço do coronavírus. Hilária, a reação da artista foi compartilhada por milhões de usuários da internet e ganhou até um remix.

A composição do DJ iMarkkeyz chegou à parada de sucessos dos Estados Unidos, mas tanto o produtor quanto a cantora disseram que irão doar os lucros da faixa aos afetados pela Covid-19. “Não conseguimos entregar esse dinheiro imediatamente, mas, daqui a algumas semanas, iremos ajudar os trabalhadores que foram demitidos devido à pandemia. Vamos doar tudo!”, afirmou a artista a um fã, no Instagram.

Rita Ora

A cantora britânica Rita Ora lançou uma linha de roupas em apoio à Fundação das Nações Unidas e à Organização Mundial da Saúde. A coleção #StopTheSpread (#PareAContaminação) tem camisetas, moletons e bonés que trazem um sinal de paz sobre a imagem do vírus. Os lucros serão direcionados de forma integral ao Fundo de Solidariedade às Vítimas da Covid-19.

Xuxa

Após doar R$ 1 milhão ao Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de sua empresa de depilação a laser, Xuxa Meneghel se uniu a uma das companhias que fabricam seus produtos licenciados para ceder 300 mil sabonetes.

“A família Baruel está trabalhando com um número reduzido de pessoas para você ter o que comprar e resolveu doar 300 mil sabonetes da Xuxinha para comunidades carentes do Rio e de São Paulo”, escreveu a apresentadora em seu Instagram.

Amy Adams e Jennifer Garner

As vencedoras do Globo de Ouro Amy Adams e Jennifer Garner não vão ajudar financeiramente, mas estão cedendo seu trabalho às ONGs Save the Children e No Kid Hungry, na esperança de que outras pessoas doem às organizações. No projeto Save with Stories, a dupla contará histórias para as crianças presas em casa durante a contenção.

“Sua doação para a Save the Children e a No Kid Hungry ajudará a garantir que as escolas e os programas comunitários tenham o apoio necessário para continuar alimentando crianças vulneráveis durante a pandemia, além de fornecer livros, jogos e outros materiais educacionais”, escreveram Adams e Garner em um comunicado compartilhado no site da campanha.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Receba nossas notícias em seu email

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 5.906 outros assinantes

Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.