Rio Branco, Acre,


Apoio: prefeito Ilderlei protesta junto com aprovados no concurso da prefeitura pedindo contratação

O concurso ocorreu em dezembro do ano passado e foi suspenso, em março deste ano, pelo Tribunal de Contas do Estado

Solidário à situação dos mais de 500 aprovados no concurso público da Prefeitura Municipal de Cruzeiro do Sul, o perfeito Ilderlei Cordeiro participou da protesto ocorrido na manhã desta segunda-feira (3), em frente a Catedral e seguiu em caminhada com os manifestantes.

O concurso ocorreu em dezembro do ano passado e foi suspenso, em março deste ano, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). São 511 aprovados que esperam para assumir seus postos.

PUBLICIDADE

Ilderlei Cordeiro está lutando pela contratação destes trabalhadores. “Não dá para estes pais de famílias esperarem mais, muitos deixaram outros contratos para assumir este e automaticamente estão passando por dificuldades financeiras. Não estamos aqui contra o Tribunal de Justiça ou Tribunal de Contas, queremos apenas a atenção deles e que coloquem em pauta este processo. Já encaminhamos todos os documentos necessários e pedimos ajuda do Tribunal”, pediu o prefeito.

“Prestamos o concurso e até agora não saiu uma decisão definitiva. Recentemente o Ministério Público emitiu uma recomendação que a prefeitura dê continuidade ao concurso, e nós queremos apenas tomar posse”, diz o aprovado Francisco Silva.

A justificativa do TCE é que o município teria ultrapassado o limite de contratação de acordo com Lei de Responsabilidade Fiscal, mas isso foi negado pelo prefeito Ilderlei que afirma que os novos contratados irão substituir os servidores provisórios, portanto, não haverá oneração na folha.

Prefeito está solidário a esta situação dos aprovados/Foto: Ascom

O procurador do município, Jairo de Castro, explica que a prefeitura de Cruzeiro recorreu da decisão do TCE e segundo Ilderlei, o Ministério Público do Acre já deu parecer favorável às contratações dos aprovados.

“O parecer está com o relator para que ele elabore o voto e leve ao julgamento no Tribunal de Justiça”, detalhou o promotor.

Aprovada, Raniele Dias cobrou a contratação, lembrando que pessoas largaram seus empregos e estão em situação difícil. “Depois que a pessoa é convocada para entregar documentos, estão ciente que em 30 dias serão chamadas, então muitas pessoas pediram demissão de seus empregos e temos relatos de alguns que estão passando fome e viram o sonho de serem efetivadas em um concurso público se tornar em um pesadelo”, declarou.

O prefeito Ilderlei lembrou ainda que a liberação da contratação vai auxiliar também no combate ao coronavírus pois entre os aprovados estão “pelo menos 200 profissionais de saúde para serem chamados”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up