24 C
Rio Branco
22 abril, 2021 2:50 am

Quatro membros da mesma família morrem de Covid-19 após encontro no Natal

POR MARIE CLAIRE

Quatro membros da mesma família morreram vítimas do coronavírus após um encontro no último Natal, na Inglaterra. Segundo Tracy Latham, de 50 anos, ela perdeu o companheiro, Darren Fisher, com quem se casaria em julho após 12 anos juntos. Os sogros e um tio do marido também morreram após contrair a doença.

Em entrevista ao Daily Mail, ela contou que a família estava se protegendo desde março, mas eles decidiram se reunir quando o governo britânico relaxou as regras e permitiu que as famílias se encontrassem por apenas um dia. Agora, Tracy acusa o primeiro-ministro Boris Johnson de ter ‘sangue nas mãos’. “Gostaria que Boris tivesse dito que ninguém podia se visitar no Natal”, desabafa.

Tracy acredita que seu parceiro contraiu a doença quando foi para a casa dos pais por apenas duas horas. Ao longo da semana seguinte, ele, os pais – com idades entre 79 e 82 -, e um tio, de 70 anos, testaram positivo para a Covid-19. Os quatro morreram e um outro tio está se recuperando após adoecer gravemente.

“O governo não fez o suficiente – o bloqueio chegou tarde demais. Eu acredito que eles têm sangue em suas mãos”, desabafou. “Eles eram uma família adorável, melhor mãe e o melhor pai que você poderia esperar”, lembra Tracy, que dá um aviso a quem não está levando a pandemia a sério. “Por favor, você realmente precisa levar isso a sério. A mãe e o pai de Darren protegeram-se por quase um ano e pensaram que estavam bem. Isso mostra que pode acontecer a qualquer pessoa em um piscar de olhos”.