Rio Branco, Acre,


BBB21: feridas emocionais da infância explicam desprezo de Karol Conká

A coluna conversou com uma especialista em educação emocional para entender o comportamento de Karol Conká no BBB21

“Um dia excluindo ele é bom, porque daí o cara pensa. Eu já fui ignorada por horas, minha mãe me ensinou assim. Ela passava um dia sem falar comigo. Aí chega aqui e não pode?”, comentou Karol Conká durante o BBB21. O argumento da cantora para tratar Lucas Penteado com desprezo levantou um debate nas redes sociais. Seu comportamento seria um trauma de infância? A forma de criação dos pais justifica os atos de adultos?

“A criação afeta e muito o comportamento humano. É na infância que formamos as crenças sobre nós e sobre o mundo, baseado no modelo aprendido com nossos pais. Uma criança que é desrespeitada aprende que é assim que se relaciona com o outro. E muitos passam a vida toda buscando relacionamentos tóxicos como o que tiveram na infância”, explica Telma Abrahão, biomédica e especialista em educação emocional.

Leia mais em METRÓPOLES, clique AQUI! 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up