Rio Branco, Acre,


Castigados pela cheia relatam tratamento humanizado em abrigo: “Melhor que antes”

Apesar de 'bem tratados', desabrigados pedem doações de roupas, calçados, sacolões e colchões

Nesta quinta-feira (18),  28 famílias que foram atingidas pela cheia do Rio Acre em Rio Branco estão abrigadas no maior abrigo municipal montado no Parque de Exposição Wildy Viana.

A moradora do bairro Cidade Nova, Francisca Ferreira de Oliveira, de 27 anos, disse que o atendimento está sendo humanizado, conforme prometido em campanha pelo atual prefeito. “Estamos sendo bem tratados, temos a comida na hora certa, as pessoas são bem acolhedoras conosco”, declarou.

Francisca teve que deixar a casa devido a cheia/Foto: ContilNet

Ferreira relatou que os abrigos estão melhores do que os construídos nas gestões anteriores. “Antes eles nos tratava que nem bicho, nos jogavam aqui e não estavam nem aí pra gente. Hoje não, o prefeito vem aqui, visita e ainda se senta na mesa com a gente”, ressaltou.

Já a moradora Isabel Angelina, de 34 anos, fez elogios aos cuidados com a saúde desde a chegada no local. Segundo ela, o atendimento médico no abrigo supera o dos postos de saúde. “Bem melhor. Aqui temos remédio e ainda fazemos exames com resultados rápidos”, contou.

No entanto, os desabrigados pedem ajuda dos empresários e pessoas que tenham condições de fazer doações de roupas, sapatos, sacolões e colchões. A dona Maria de Lurdes, de 56 anos, ressaltou que a cheia levou tudo que havia em sua residência. “Pedimos ajuda. O atendimento está bom, mas e quando a gente for pra casa? Não temos nada. Quem poder ajudar, nos ajude”, destacou.

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up