Rio Branco, Acre,


Deputada diz que vai acionar MPE e MPF para apurar vacinação de esposa de Ulysses

A deputada disse que a estudante de Psicologia não tem o direito de receber a vacina nesse primeiro momento

Após a divulgação na redes sociais da vacinação contra a Covid-19 da esposa do coronel Ulysses Araújo, Dayanna Menezes, na Policlínica Militar nesta segunda-feira (8), a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), usou as redes sociais para dizer que a vacinação é ilegal.

De acordo com a parlamentar, a estudante de Psicologia não tem o direito de receber a vacina nesse primeiro momento. “Ela está literalmente furando a fila, passando na frente de profissionais de saúde que estão na linha de frente dos hospitais e UPAS atendendo Covid, e ainda passando na frente de milhares de idosos que esperam sua vez de serem vacinados”, declarou.

A comunista enfatizou que após tomar conhecimento da notícia, está entrando com representação no Ministério Público Estadual ( MPE) e no Ministério Público Federal (MPF), para que seja apurada a conduta, “Bem como sua responsabilização e de todos que facilitaram para que a esposa do Coronel Ulisses furasse a fila da vacina. Não vamos aceitar isso!”, escreveu.

A deputada encerrou fazendo críticas ao governo federal na condução da pandemia da Covid-19, além disso, ela pede punição para que está furando a fila na vacinação. “O governo federal deixa o Brasil à míngua, quando não compra vacinas suficientes! E as poucas que chegam ainda são desviadas para os privilegiados? É preciso punição urgente para os fura fila da vacina!”, encerrou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up