17 C
Rio Branco
7 maio, 2021 5:29 am

Ex-prefeito de Xapuri, ‘Cotoco’ posta foto de parte íntima e parece fazer jus ao apelido

POR RORAIMA ROCHA, DO CONTILNET

CENA LAMENTÁVEL

Inconcebível a forma como os trabalhadores foram tratados pela Polícia Militar, a pedido da Prefeitura de Rio Branco. Nunca vi porrada e spray de pimenta resolverem nada. Se continuar desse jeito, Bocalom terminará seu primeiro ano de mandato sem nem a metade da popularidade que o fez chegar, finalmente, ao poder.

SEM SALÁRIO

Vale lembrar que esses trabalhadores estão sem receber desde janeiro. Garis, margaridas, roçadores, ganham um salário tão curto, que um atraso desse significa, muitas vezes, faltar comida na mesa de suas famílias.

DIREITO NATURAL

Com um discurso recheado de suposta austeridade, regras de administração e legalismo/positivismo, a Prefeitura esquece o direito natural desses pais de família, esquece a dignidade.

ESQUECEU O DISCURSO

Logo Bocalom, que fez uma campanha fincada nas classes mais carentes, que abusou do populismo para ganhar voto, na primeira oportunidade, ao invés de buscar o diálogo para proteger esses trabalhadores, mandou descer o sarrafo.

COTOQUINHO

O ex-prefeito de Xapuri, Wanderley Viana, surpreendeu os cidadãos do pequeno município neste domingo, 14, ao postar em seu Facebook uma selfie do pênis. Conhecido nos bastidores da política por “Cotoco”, após mostrar o dedo do meio a professores durante uma manifestação no tempo da sua gestão, o ex-prefeito, que tem 67 anos, pelo visto faz jus ao apelido por mais um motivo, que agora virou de conhecimento público.

INÍCIO DE LOCKDOWN

Tivemos neste último fim de semana o primeiro com regras mais rígidas para o isolamento social. Se não foi um lockdown total, pelo menos o que se viu foi uma fiscalização bem mais eficiente.

FISCALIZAÇÃO FUNCIONOU

Inclusive dentro dos bairros se viu os órgãos fiscalizadores agindo. Nas redes não faltaram fotos de festas sendo fechadas, por exemplo. Aliás, o que essa turma tem na cabeça? Em que mundo vivem? Estão comemorando o quê? As quase 300 mil famílias que ainda choram os entes que perderam?

DOIDO DE TODO TIPO

Da turma dos “sem noção”, os que não faziam festas clandestinas, faziam carreata para defender o governo Bolsonaro, e ancorados no discurso negacionista, pedir que o comércio volte a operar como se nada estivesse acontecendo.

MAU EXEMPLO

Falando em lockdown, parece que tem político que, mesmo sendo da área da saúde, não entende para quê serve a medida. Entrei no Instagram e me deparei com um vereador fazendo visitas e distribuindo sorrisos na periferia, durante o sábado.

COMPARAÇÕES INEVITÁVEIS

Se Bocalom (Progressistas) tivesse um antecessor ruim na Prefeitura, seria bem mais cômodo. É impossível não haver comparações com a ex-prefeita Socorro Neri (PSB). Neste caso do atraso no pagamento dos trabalhadores da Zeladoria, Socorro afirmou que, “Pagamos os salários em dia, incluindo dezembro e décimo terceiro. A prefeitura ficou saneada e com saldo em conta”.

SOLIDARIEDADE PETISTA

Quem também se manifestou em defesa dos trabalhadores foi o ex-prefeito Marcus Alexandre (PT), que sempre teve uma boa relação com a classe, “Não importa de quem é a culpa, da empresa ou da secretaria. Dos garis certamente não é, pois eles fizeram a sua parte no sol e na chuva”, salientou Marcus.

RENOVAÇÃO

Ao que tudo indica, um dos partidos mais tradicionais do Brasil, vai passar por mudanças na direção acreana e ser completamente repaginado. O grupo político que passará a comandar a sigla é jovem e já mostrou organização no último pleito.

LÍDER DA OPOSIÇÃO

Quem apostou que o vice-governador Major Rocha (PSL) estava em momento “paz e amor”, quebrou a cara. Rocha já está com o governador Gladson Cameli na mira novamente, desde que a operação “Prato Limpos” foi deflagrada. Nem Daniel Zen (PT), nem Edvaldo Magalhães (PC do B), o maior opositor ao governo é o vice.