21 C
Rio Branco
13 maio, 2021 11:11 pm

Muitos tentam puxar a sardinha para si na defesa dos garis, mas poucos brigaram por eles

POR RORAIMA ROCHA, DO CONTILNET

ANDA INCOMODANDO

Na política se diz muito que é sempre importante ser lembrado, e quando o sujeito lembrado está incomodando quem tem poder, melhor ainda. Não congrego de muitas posições ideológicas do empresário Rodrigo Pires, mas ele tem chamado a atenção de gente grande. Se for candidato em 2022 a deputado federal (como se especula), com a estrutura e o apoio que provavelmente tenha, é um forte concorrente.

AHAM CLÁUDIA, SENTA LÁ

De provável líder do Governo à oposição ao mesmo governo. Essa foi a oscilação de posicionamento que teve o deputado estadual Nenê Almeida em menos de um mês. Não precisa ter doutorado em ciências políticas para entender o motivo do “chove e não molha”, todo sapateado teve início com a demissão dos mais de 30 cargos comissionados do governo, que Nenê dizia que não eram indicados por ele.

QUEM AJUDOU DE VERDADE

Todo mundo tentando puxar a sardinha para si na defesa dos garis e margaridas, mas quem esteve presente nos atos, se reuniu com os trabalhadores e propôs algo que realmente possa colaborar com a classe foram os vereadores Arnaldo Barros (Podemos), Emerson Jarude (MDB), Michelle Melo (PDT) e Lene Petecão (PSD), o resto só foi mídia.

RESOLVIDO

Depois de muito protesto, comoção popular e notas de solidariedade aos funcionários da Secretaria de Zeladoria do Município, nesta quarta-feira, 16, a Prefeitura fez o pagamento atrasado dos trabalhadores. Ponto final. Agora, que a gestão apare as arestas com a empresa terceirizada, já que eles afirmam que há indícios de corrupção. Se há, certamente não foi cometida por garis e margaridas. O mais importante era garantir o salário dessa turma boa, que tanto faz por nossa cidade e não tem o reconhecimento merecido.

ESTAMOS DE OLHO

Agora, Ministério Público, políticos e imprensa estão de olho na Prefeitura para evitar retaliações aos manifestantes. Se houver um pouco de empatia do secretário Joabe Lira com esses trabalhadores, perceberá que eles não tinham como objetivo derrubá-lo do cargo, apenas buscar o salário, que era um direito. Vida que segue.

TROCARAM FARPAS

A sessão da Assembleia Legislativa desta quarta-feira, 17, teve um arranca rabo entre o Líder do Governo, deputado Pedro Longo (PV) e o deputado emedebista Roberto Duarte. A confusão teve início por conta das operações da Polícia Civil que investigam supostos desvios na Secretaria de Educação, mas o ponto alto foi quando o bolsonarista Duarte acusou Longo de ser petista. É, vivi para ver o termo ser usado como xingamento.

FALTOU INTERNET

Enquanto isso, na Câmara de Vereadores de Rio Branco não teve sessão por quê faltou internet. É bom o vereador N. Lima (Progressistas) resolver esse problema definitivamente. Funcionários, jornalistas e o público em geral que acompanha o trabalho deste parlamento reclamam muito da qualidade do sinal. Se a empresa que oferece o serviço não o entrega de forma satisfatória, melhor trocar de fornecedor.

DISPUTADO NO ALTO ACRE

Esse boato de que a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT) será candidata a deputada federal com apoio fechado de todos os prefeitos do PT no Alto Acre me parece meio exagerada. Que ela seja candidata, não duvido, inclusive é um bom nome, tem trabalho para mostrar. Mas o deputado federal Leo de Brito (PT), tem uma base sólida na região, teve sempre boas votações nos municípios e seu eleitorado não é dos que mudam de lado pelo cabresto.

O MAGO RESOLVE

Para além disso, Leo e Fernanda têm uma boa relação política, ela o apoiou em 2018, e fazem parte do mesmo grupo dentro do PT, liderado pelo ex-assessor Francisco Nepomuceno (Carioca). Pelo que conheço da tendência, resolverão isso com um café e uns puxões de orelha… se precisar.

ENCONTROU CASA

O deputado Fagner Calegário, depois de passar pelo PV e PL, namorar o Pros e o Cidadania e estar há algum tempo sem partido, encontrou morada. O deputado anunciou que se filiou ao Podemos, dos irmãos Raílson (ex-vereador) e Raimundinho (ex-deputado). Com a chegada do independente, resta saber se o partido permanecerá na base governista, irá para as trincheiras oposicionistas ou se sentará no muro.

ALIADO, PERO NO MUCHO

Pelo histórico de posicionamentos do Podemos, a tendência é de continuar no time de Gladson na Aleac, até quando ninguém sabe. O partido protagonizou uma das cenas mais vexatórias da última eleição na capital. Após passar todo mandato na base da prefeita Socorro Neri, no segundo turno, sentindo que Bocalom venceria as eleições, pulou para o barco do progressista. A foto e os sorrisos amarelos ficaram registrados para os anais da política acreana.

EM EVIDÊNCIA

Se a ex-prefeita Socorro Neri (PSB) pretende ser candidata em 2022, ninguém sabe, a educadora não tem falado sobre o assunto. Mas caso venha a ser, pode agradecer ao prefeito Tião Bocalom por estar mantendo ela nos holofotes da imprensa. Como se não bastassem as naturais comparações, o início de gestão atrapalhado tem feito a população sentir saudades do “jeito Socorro” de fazer política. Essa situação dos garis então… foi um prato cheio.