23 C
Rio Branco
6 maio, 2021 6:40 pm

Suruba do Airbnb: por que “trepar” é visto como algo condenável?

Após o caso viral do Twitter sobre a "suruba do Airbnb", sexólogo explica a raiz do moralismo da sociedade quando o assunto é sexo

POR METRÓPOLES

Desde a última terça-feira (13/4), toda pessoa que tem acesso à internet provavelmente ficou sabendo do “caso Felipe vs Verônica”, em que uma anfitriã do app Airbnb descobriu, por meio de filmagens, que seu locatário fez uma suruba em seu imóvel – e não gostou nenhum pouco.

Após a descoberta, mesmo depois do pedido de desculpas, a locadora se mostrou revoltada com as práticas sexuais realizadas em sua casa e entrou em uma discussão com o contratante, afirmando que ele precisaria informar que pretendia “trepar” na casa alugada. Entenda o caso clicando aqui.

O caso viralizou nas redes sociais e, em pouco tempo, toda a internet estava mobilizada para responder a seguinte pergunta: afinal, pode ou não pode trepar no Airbnb? No mesmo momento, surgiram incontáveis memes sobre a “treta”.

Leia a matéria completa em METRÓPOLES, clique AQUI!