23 C
Rio Branco
6 maio, 2021 8:55 pm

Técnica de enfermagem diz usar mesma seringa para vacinar 10 pessoas; assista

Idoso que aparece no vídeo recebendo o imunizante agora faz tratamento para diminuir risco de ser contaminado por HIV e outras infecções

POR IG

Uma técnica de enfermagem de Altamira, no Pará , disse usar a mesma seringa para aplicar a vacina contra a Covid-19 em até 10 pessoas. Em vídeo, a mulher explica que o procedimento é uma norma e que os profissionais de saúde não podem trocar a  agulha antes de “furar” a embalagem do imunizante algumas vezes.

De acordo com o portal UOL , o idoso que aparece nas imagens recebendo o imunizante agora está realizando tratamento profilático para reduzir risco de ser infectado por HIV e outras infecções transmissíveis devido ao compartilhamento da seringa. Ao portal, a prefeitura de Altamira confirmou que o vídeo é verdadeiro, mas disse que houve uma “falha de comunicação, não de procedimentos”, afirmando que a profissional ficou nervosa ao ser questionada sobre a forma de aplicação da vacina.

“A gente não considera que seja possível que ela tenha feito ou esteja fazendo a aplicação em mais pacientes com uma mesma agulha. A gente tem um problema de comunicação porque as pessoas são habilitadas para a fazer a parte técnica, mas, às vezes, não conseguem explicar”, disse Osvaldo Damasceno, diretor de vacinação da Secretaria de Saúde do município de Altamira, ao portal.

técnica de enfermagem foi afastada do cargo para investigação, mas não tem como saber quem foram as pessoas vacinadas pela profissional. “Agora, colocaram nós na televisão [dizendo] que a gente não podia fazer do jeito que estávamos fazendo, então agora, essa agulha ela faz dez furos aqui ó, entendeu? É uma norma deles lá, então a gente não pode estar trocando a agulha”, fala a mulher na gravação.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, todos os materiais são descartados após o uso, não sendo reutilizados. Também foi informado que é proibido deixar a agulha presa no frasco do imunizante antes de fazer a aplicação. “É orientado, então, que a cada aspiração com as seringas descartáveis, o profissional perfure a borracha em locais diferentes evitando a parte central da tampa, e é assim que a Coordenação de imunização orienta os profissionais que estão aplicando as doses de vacina”, escreveu a secretaria em nota.

Ainda segundo a secretaria, um enfermeiro que estava no local disse que a dose recebida pelo idoso no vídeo era a última do frasco, por isso a técnica de enfermagem coloca e retira a agulha diversas vezes. “Ao final do expediente, todos os frascos utilizados são devolvidos para o setor de imunização para serem conferidos e ser feito o descarte correto”, finaliza a nota.