22.3 C
Rio Branco
21 junho, 2021 8:45 pm

Dois a cada 10 brasilienses não tomaram 2ª dose de vacina contra Covid

Especialistas explicam que a aplicação das duas doses é fundamental para garantir a eficácia indicada pelos fabricantes

POR METRÓPOLES

Desde o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal, o número de casos, internações e óbitos causados pelo coronavírus nos grupos já vacinados tem diminuído consideravelmente. No entanto, chama a atenção a quantidade de pessoas que não retornaram aos pontos de vacinação para a aplicação da segunda dose.

Segundo dados do Ministério da Saúde coletados pelo sistema DataSus em abril, dois em cada 10 brasilienses que tomaram a primeira dose da Coronavac não retornaram para a segunda dentro do prazo fixado pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

No caso da Coronavac, o intervalo máximo originalmente previsto pelo Instituto Butantan entre a primeira e a segunda dose é de 28 dias. Já no caso da vacina AstraZeneca, produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a Fiocruz, o período é de 90 dias.

Segundo os especialistas, esse quadro é extremamente alarmante, pois a segunda dose é fundamental para consolidar a proteção contra o novo coronavírus. O grupo dos que não tomaram a segunda dose é formado só por idosos, as maiores vítimas da Covid-19.

Leia mais em METRÓPOLES, clique AQUI!

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.