25.9 C
Rio Branco
23 julho, 2021 9:12 pm

Contratação emergencial de médicos formados no exterior é sancionada com vetos

Governador veta parte da proposta e deputado diz que a demora na contratação joga a favor da morte de acreanos

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

O governador Gladson Cameli sancionou com vetos o projeto que estabelece a contratação emergencial de médicos formados no exterior para atuarem durante a pandemia do coronavírus, nesta quarta-feira (16). O projeto foi aprovado por unanimidade da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac), no mês passado.

Autor da proposta, o deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), mesmo assim, disse que houve vitória em relação ao projeto. “Embora tenha-se o veto parcial, obtivemos uma vitória importante depois da votação unânime nesta Casa. Considero mais um passo vitorioso, porque o veto não inviabiliza a proposta, apenas restringe”, afirmou o deputado. O projeto agora retorna a Assembleia para que os deputados discutam os vetos e votem a permanência ou não dos trechos suprimidos pela sanção do governador.

Segundo o deputado, é preciso pressa para a implantação do projeto. “O tempo joga a favor da morte. Quanto mais tempo a Assembleia demorar, quanto mais tempo deixarmos de decidir sobre essa lei, que só após a sua publicação terá seus efeitos, mais acreanos estarão sem a assistência médica devida”, disse Magalhães. “Nesse sentido, pedi ao presidente da Aleac que despache ainda hoje sobre os vetos para que os partidos possam se organizar e indicar seus membros para comissão especial de análise dos vetos. O tema é urgente! Não há o que esperar”, acrescentou.

 

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.