30.3 C
Rio Branco
23 junho, 2021 4:36 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Polícia prende suspeito de matar adolescente de 16 anos em Manaus

De acordo com a Polícia Civil, o companheiro dela, de 18 anos, foi preso suspeito de ter praticado o assassinato. Ele se apresentou em uma delegacia

POR G1 AM

Uma adolescente de 16 anos morreu depois de ser baleada na região da cabeça. O crime ocorreu na casa da vítima, localizada no Bairro São José, Zona Leste de Manaus. De acordo com a Polícia Civil, o companheiro dela, de 18 anos, foi preso suspeito de ter praticado o assassinato. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) como feminicídio.

O disparo contra a adolescente ocorreu no dia 1º deste mês. As circunstâncias são investigadas pela polícia.

De acordo com a delegada Débora Mafra, o fato ocorreu na casa do casal. A mãe da vítima relatou que soube do fato após familiares do infrator informarem via contato telefônico que o indivíduo havia cometido o crime. Ele ainda tentou socorrer a vítima e a levou para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) João Lúcio Pereira Machado, naquela mesma zona da cidade, mas a vítima não resistiu e foi a óbito.

As investigações mostram que a vítima foi atingida por um tiro e que a bala ficou alojada na cabeça. Além disso, uma das veias do coração foi atingida.

A polícia informou, ainda, que solicitou pedido de prisão do suspeito no dia 3. No entanto, ele não foi localizado. Nesta sexta-feira, o suspeito se apresentou à polícia, acompanhado por uma advogada, onde foi preso.

A adolescente e o suspeito mantinham um relacionamento há 8 meses, desde que se conheceram em redes sociais. A polícia diz que não há registros de outras violências do suspeito em relação à vítima.

Ela deixa um filho de 8 meses, fruto de um outro relacionamento.

“A bebê já está com a avó, mãe da vítima. Nós, da família, queremos que ele pague realmente pelo crime, tenha pena máxima e, realmente, seja enquadrado no crime de feminicídio”, disse um familiar a adolescente.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.