26.3 C
Rio Branco
8 junho, 2021 9:14 pm

Rafa Kalimann planeja viajar para África para limpar imagem

A influenciadora e apresentadora quer voltar para o continente africano, onde realiza ações sociais

POR EM OFF, IG

apresentadora e influenciadora Rafa Kalimann pretende viajar novamente à Africa e realizar trabalhos humanitários a fim de tentar limpar sua imagem perante o público.

Recentemente, a famosa foi criticada nas redes sociais após compartilhar um vídeo em seu Instagram no qual um pastor fazia comentários homofóbicos. Após o ataque dos seguidores, ela apagou a publicação.

coluna Erlan Bastos EM OFF apurou com exclusividade que a apresentadora do Casa Kalimann, programa do GloboPlay, quer retornar para o continente africano para ações sociais. Ela teve uma reunião com a sua equipe, que a aconselhou fazer novas campanhas de caridade.

A ex-participante do BBB20 disse em fevereiro, em entrevista ao site Glamurama, que é embaixadora da Missão África e que vai ao continente uma vez por ano.

O grupo vai para fazer atendimento em comunidades. Constrói escolas, dá assistência médica, dá apoio. Deus quis me dar algo a mais na minha vida, muito mais do que estou vivendo“, disse a influenciadora.

Rafa, no entanto, estaria com dificuldades de fazer a viagem em 2021 devido à pandemia de Covid-19.

Durante o BBB20, muitos internautas chegaram a criticar a famosa, alegando que ela usa as ações humanitárias apenas como forma de se auto-promover.

Faço esse trabalho muito antes de bombar no Instagram”, disse. A apresentadora, no entanto, estaria muito interessada em atualizar seu álbum de fotos na rede social.

Não é apenas devido às suas opiniões que a apresentadora vem sendo criticada na internet.

Muitos espectadores também têm apontado a baixa qualidade do Casa Kalimann.

Frequentemente, o programa que a ex-sister comanda na plataforma de streaming da Globo vira piada nas redes sociais. Memes envolvendo a atração e a própria Rafa Kalimann são comuns.

O EM OFF procurou assessoria da influenciadora, que não retornou até a publicação desta reportagem, mas como sempre negará tudo. Colaborou Danilo Reenlsober.