23.3 C
Rio Branco
18 setembro 2021 2:52 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Em Plácido, Gladson agradece emendas de senadores e cita Petecão: “Não vou ser injusto, tenho que reconhecer”

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

No interior

E mais uma visita ao interior, dessa vez à Plácido de Castro, o governador Gladson Camelli (Progressistas) foi recebido com muita festa pela população e pela classe política, assim como ocorreu no fim de semana passado, quando visitou Sena Madureira. Essas idas de Gladson ao interior tem mostrado o quanto o governador é querido pelos municípios Acre adentro.

Investimentos

Muito além da festa ou de uma visita apenas para fins políticos eleitorais, o governador tem anunciado investimentos por onde passa. Em Plácido, foram mais de R$ 11 milhões, investidos em recuperação de ramais, construção de pontes, operação tapa buracos, limpeza de vias e na aquisição de máquinas pesadas. Um respiro para a cidade em tempos tão difíceis.

Agradeceu

Em uma de suas falas, Gladson agradeceu o apoio que tem recebido dos senadores do estado, que tem destinado emendas volumosas para o Acre. “Eu não posso deixar de agradecer principalmente ao Marcio Bittar e a senadora Mailza. Pra mim é um orgulho ter o Bittar como relator do orçamento lá em Brasília e ter uma Mailza, que, na semana passada, liberou para o Estado 40 milhões de reais para melhorar a infraestrutura”, comemorou.

Petecão

Mas quem achou que Cameli ia evitar citar o nome de seu principal concorrente na corrida eleitoral do ano que vem, o senador Sérgio Petecão (PSD), se enganou. “Eu não vou ser injusto, tenho que agradecer também ao Petecão, que também tem contribuído para que esses recursos saiam. Não é por causa de política que eu vou mudar o meu jeito de ser grato às pessoas. Gratidão é tudo”, disse.

Vacina

O governador aproveitou ainda pra dar um puxão de orelha em quem ainda não tomou a vacina contra a Covid-19 por opção. “Eu não aguento mais usar isso aqui (apontando para uma máscara), eu quero ter o sentimento de liberdade. Estamos fazendo tudo que podemos para vacinar, ainda esse mês, todo mundo com até 18 anos. O que tá faltando é as pessoas se conscientizarem e irem se vacinar. Lá em Cruzeiro do Sul, um bombeiro morreu porque não quis tomar a vacina. Não deixem pra depois, se vacinem”, implorou o governador.

Gladson durante visita à Plácido de Castro/ Foto: ContilNet

Mazinho x Gladson

Durante a entrega das máquinas em Plácido, Gladson ainda citou a confusão em que se envolveu com o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), por ter pedido de volta as máquinas pesadas antigas que estavam no município. Segundo Cameli, o pedido de devolução foi feito apenas com o objetivo de recuperar as máquinas, “pra quando chegasse no verão, não precisasse mandar ajeitar as máquinas”. O governador só não disse nem “se” e nem “quando” vai devolver as máquinas, já que entregou as novas ao Deracre do município na semana passada.

Tudo normal

A pré-candidata ao Senado, Marcia Bittar (Sem partido), não se incomodou com o fato do MDB ter dado o aval para que a deputada federal Jéssica Sales disputasse o mesmo cargo que ela. Partido do principal fiador de sua campanha, o senador Marcio Bittar, era de se esperar que o MDB acompanhasse a indicação do parlamentar. “Se eu tenho o direito de querer, todos o tem também”, disse Marcia, colocando panos quentes sobre o tema.

Domínio

Em uma postagem feita pela página Desacreditados no Instagram, um homem, que parece ser o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom (Progressistas), aparece em uma cena tentando chutar uma bola de futebol e falhando em todas as vezes. Na legenda do vídeo, a página faz uma brincadeira com relação às Olimpíadas: “Bocalom traria a medalha de ouro no futebol. Que intimidade com a bola 🤣🤣🤣”.

É fake

De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Rio Branco, o vídeo é fake, não se trata do prefeito Tião Bocalom. Inclusive, vão pedir pra tirar o vídeo do ar. O prefeito não gostou da brincadeira.

Sem fusão

O presidente do PSL no Acre, Pedro Valério, disse que a possível fusão entre PSL, DEM e PP já “foi descartada”. Segundo Valério, o presidente nacional da legenda, o deputado federal Luciano Bivar (PE), disse que a fusão não passa de “uma mera especulação”.

Datena

Valério falou ainda para a coluna que, caso o partido opte por lançar uma candidatura para a presidência da República, como vem sendo especulado o nome do apresentador José Luíz Datena, o partido no Acre precisa seguir a orientação nacional. Porém, Valério não acredita que a candidatura prospere. “É muito cedo para avaliar isso, porque essa possibilidade de uma 3ª via ainda é muito remota e o Datena é consciente disso. Entre embarcar em uma candidatura para a presidência sem muito apoio ou tentar disputar o Senado ou o Governo de São Paulo, ele deve ficar com a segunda opção”.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.