27.3 C
Rio Branco
21 setembro 2021 10:40 am

Professor segura bebê de aluna no colo para ela poder estudar com tranquilidade: ‘É um dever ajudar’

Ser mãe transforma por completo a rotina e o dia a dia das mulheres, obrigando-as a repensar seus objetivos e a se dedicar a novas responsabilidades

POR RAZÕES PARA ACREDITAR

Última atualização em 04/08/2021 11:26

Ser mãe transforma por completo a rotina e o dia a dia das mulheres, obrigando-as a repensar seus objetivos e a se dedicar a novas responsabilidades.

É um momento desafiador, especialmente quando o bebê chega “cedo demais”, em uma época em que a mãe está se dedicando ao trabalho ou aos estudos.

Muitas estudantes se tornam mamães durante os estudos, e boa parte delas acabam deixando-os de lado para dar atenção integral às suas crianças.

Felizmente, nem todas estão sozinhas e podem, sim, contar com o suporte e apoio de amigos, familiares e porque não, dos seus professores, como o docente que se tornou exemplo nas redes sociais por aliar gentileza e empatia para ajudar uma estudante.

Sabia que agora o Razões tem um livro? O Que Eu Aprendi Até Agora – 50 Conselhos Inspiradores Para Uma Vida Cheia de Razões Para Acreditar! está em pré-venda até 15/08. Comprando o seu exemplar agora, ganhe um brinde especial + frete grátisclique aqui.

O professor Joserrí de Oliveira Lucena, que leciona na Escola Edgar Barbosa, em Natal (RN) foi ‘flagrado’ em uma foto segurando a filha da sua aluna Maria Eduarda para que a jovem pudesse fazer as atividades com calma, sabendo que a criança estava bem cuidada.

Uma sensibilidade única! ❤️

Ao ser questionado sobre sua atitude, Joserrí afirmou: “Lugar de mulher é onde ela quiser“. Simples assim!

Em entrevista ao portal Só Notícia Boa, o docente disse que apenas reconheceu “que ser mãe e estudar, ao mesmo tempo, é algo muito difícil e que estava em suas mãos naquele momento ajudá-la, ainda que de maneira simples“.

Em um post compartilhado no Instagram, complementou: “Lugar de mulher é onde ela quiser. Vi a mãe implorar pelo direito de assistir a aulas, acompanhada de sua filhinha. Heroína, não desiste dos estudos, e eu não resisti, dei aula com a pequena Alice nos braços. Fizeram fotos e postaram nas redes sociais, eu não esperava tanta repercussão. Que a educação seja um espaço de inclusão e que o professor seja, de fato, um facilitador de aprendizagem. Eduarda e Alice fazem história numa aula de História.”

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.