22.3 C
Rio Branco
18 outubro 2021 3:20 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Manaus tem sábado e madrugada de domingo violentos com cinco homicídios

POR G1 AM

Manaus registrou cinco homicídios em entre a noite de sábado (25) e a madrugada deste domingo (26). Todas as vítimas são homens e foram vítimas de arma de fogo. Nenhum suspeito foi preso.

Os crimes foram registrados entre 20h30 e 3h40 nas zonas oeste, centro-oeste, leste e norte da capital.

O primeiro homicídio da noite de sábado foi registrado por volta das 20h30 na Rua da Estanave, bairro Compensa. A vítima tinha 35 anos e foi morta a tiros.

Segundo a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), três criminosos em um carro vermelho abordaram a vítima em um lava jato. Um deles atirou contra a vítima, que chegou a correr e a entrar em luta corporal com um deles, mas não resistiu e morreu em via pública. O trio fugiu.

Por volta das 21h30, o segundo homicídio foi registrado em um bar na rua 12, bairro Alvorada, zona Centro-oeste da capital. De acordo com a polícia, a vítima, um homem de 20 anos, participava de bingo no momento do crime. Um outro homem foi baleado e socorrido para uma unidade de saúde.

A polícia considera o local como área de tráfico. De acordo com as investigações preliminares, um homem chegou ao bar a pé e atirou duas vezes contra a vítima, que caiu no chão. O criminoso atirou mais duas vezes e fugiu. A família não relatou muitos detalhes para a Polícia Civil no local do crime, sobre a suspeita da motivação do assassinato.

O terceiro assassinato aconteceu no mesmo horário, por volta das 21h30, na rua 11 do bairro Tancredo Neves, na zona Leste, em frente a um estabelecimento comercial. A vítima era monitorada por uma tornozeleira eletrônica.

Conforme a polícia, a vítima estava sentado em frente ao local com mais duas pessoas. Dois criminosos chegaram e atiraram seis vezes contra a vítima, que morreu no local. As outras duas pessoas não ficaram feridas.

No início da madrugada, por volta de 1h, policiais militares faziam patrulhamento na Avenida Margarita e encontraram o corpo de um homem na esquina da via com a rua Del Valle. O homem, não identificado, foi assassinado com três tiros no rosto. Além disso, a perícia constatou marcas de agressão e tortura pelo corpo. Também foi possível constatar marcas de pneu sobre a barriga dele.

O G1 esteve no local na manhã deste domingo (26), mas moradores disseram que não reconhecem a vítima como morador do local. A população apenas ouviu os disparos. O crime ocorreu em frente a uma empresa, que possui câmeras de segurança e devem auxiliar a Polícia Civil nas investigações.

O último registro de homicídio na madrugada foi por volta das 3h40. Um ex-presidiário foi morto com mais de 30 tiros, após ter a casa invadida. O crime aconteceu na Invasão Paraíso Verde, bairro Santa Etevilna, Zona Norte da capital. Criminosos invadiram a casa do homem, pediram droga e dinheiro e atiraram contra ele.

Ainda de acordo com a polícia, no momento do crime, o homem estava com a companheira em casa. Eles estavam juntos há cerca de dois meses. Os criminosos levaram do local arma, drogas, dinheiro, uma televisão e celulares. A DEHS recolheu do local 30 cápsulas de armas que foram usadas nesse crime.

g1 apurou que para atender todas essas ocorrências, a Delegacia de Homicídios contou com apenas três investigadores no plantão. A unidade segue sem delegado plantonista e escrivão para atender os casos.

Em nota, a Polícia Civil do Amazonas informa que, buscando otimizar o andamento das ocorrências policiais realocou os delegados plantonistas da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) para os demais Distritos Integrados de Polícia (DIPs) da capital, sem, segundo a nota, causar nenhum tipo de prejuízo as investigações dos crimes de homicídios e sequestros.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.