24.3 C
Rio Branco
26 novembro 2021 3:38 am

Brasileiros criam condomínio na Itália com casas de 1 euro

POR UOL

Última atualização em 20/10/2021 18:37

Em agosto de 2019, o empresário Douglas Roque, 49 anos, decidiu conhecer vilarejos na Itália. Ele levava consigo uma lista de cidadezinhas com casas à venda por 1 euro. A primeira parada foi em Fabbriche di Vergemoli, localizado na região da Toscana, a 100 km de Florença.

Lá, viu o rio Turrite com águas transparentes cortando a cidade e a ponte della Dogana (ponte da alfândega, em tradução livre), uma via de pedras construída em 1429, que mais parece cenário de conto de fadas.

 

Douglas estava à procura de um imóvel com o preço simbólico. E, nem bem começou a busca, decidiu investir no vilarejo com menos de 800 habitantes. “Na hora, pensei: ‘Eu quero morar aqui.”

Com ruas de pedra do século 15, Fabbriche di Vergemoli está a 100 km de Florença - Divulgação - Divulgação
Com ruas de pedra do século 15, Fabbriche di Vergemoli está a 100 km de Florença

Imagem: Divulgação

A venda de imóveis pelo preço de um cafezinho não é uma iniciativa recente. Desde 2016, o governo da Toscana oferece propriedades a custos módicos para repovoar os municípios da região. Cada cidadezinha tem as suas próprias regras. Geralmente, os novos proprietários precisam reformar as casas em um determinado período de tempo e arcar com as despesas da documentação.

Menos burocracia

Ao contrário de outros municípios, a prefeitura de Fabbriche di Vergemoli não fez nenhuma exigência a Douglas, contanto que ele finalize a renovação da casa, sem estipular um período para concluir a obra.

Foi o incentivo necessário para criar um negócio na região. O brasileiro se uniu ao arquiteto italiano Alberto da Lio, 49, para auxiliar os interessados no processo de compras das casas de 1 euro. Eles assessoram os futuros proprietários com as burocracias legais e tributárias e realizam a construção e restauro dos imóveis. O serviço custa em média 9 mil euros.

No meio da paisagem Toscana, o povoado de Borgo di Ventriceto, escolhido para o condomínio - Divulgação - Divulgação
No meio da paisagem Toscana, o povoado de Borgo di Ventriceto, escolhido para o condomínio

Imagem: Divulgação

A empresa de Douglas está construindo o primeiro condomínio formado por brasileiros com casas de 1 euro na Itália. O local escolhido foi Borgo di Ventriceto, um povoado abandonado em Fabbriche di Vergemoli. São 15 famílias brasileiras e duas italianas com o sonho de recomeçar a vida em uma região tranquila e histórica.

Ajuda do governo italiano

Quando Douglas comprou a casa, contou a novidade para os amigos brasileiros, mas na época ninguém tinha fundos para investir em uma propriedade. Desde que o projeto de casas de 1 euro foi lançado, pessoas de diferentes nacionalidades se interessaram pelo negócio. Muitos candidatos são dos Estados Unidos, China e Rússia.

A prefeitura recebe mais de 2 mil e-mails por ano sobre o investimento. Porém nem todos fecham negócio. Apesar de custar 1 euro, a reforma em uma casa medieval pode chegar a milhares de euros por conta das diversas atualizações que as moradias precisam — gire a galeria abaixo e veja estado inicial de algumas delas.

Veja matéria completa clicando AQUI.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!