27.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 10:15 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Homem que abusou sexualmente de enteada e outras seis crianças é condenado a 63 anos de prisão

O réu de 60 anos também foi multado em R$ 50 mil e segue sendo investigado pelo crime de natureza sexual contra a filha biológica, em 2014

POR G1

Um homem de 60 anos, acusado de abusar sexualmente da enteada, de seis anos, e de outras seis crianças foi condenado pela Justiça de Mato Grosso do Sul a 63 anos, 3 meses e 8 dias de prisão. Os crimes aconteceram em 2020, em Naviraí, a 326 km de Campo Grande.

Conforme a denúncia do Ministério Público Estadual (MP-MS), o réu se aproveitava da confiança dos pais das vítimas, que as deixavam em sua casa para brincar com a enteada, para cometer os crimes. Na época as vítimas, todas meninas, tinham entre 6 e 12 anos.

O réu foi condenado pelos crimes de estupro de vulnerável, satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente, prática de ato libidinoso, entre outros crimes relacionados. Além dos anos de reclusão, o réu também deve pagar uma multa de R$ 50 mil como reparação de danos morais, valor que será dividido entre as vítimas.

Durante a investigação, foram apreendidos um notebook, um HD externo, dois aparelhos celulares e DVDs. A perícia apontou que dentre as inúmeras pesquisas de páginas de conteúdo pornográfico, os títulos dos vídeos sugeriam preferências pelos termos “novinhas”, “ninfeta”, “menininha” e vídeos com temas de incesto.

As crianças foram ouvidas separadamente pela Justiça, mas todas narraram os mesmos fatos de abuso que se repetiram diversas vezes, em alguns casos por semanas e até meses.

De acordo com o MP-MS, o condenado segue sendo investigado por um outro crime, que teria ocorrido em 2014, o abuso sexual contra sua filha biológica.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.