30.5 C
Rio Branco
24 novembro 2021 1:59 pm

Gladson diz ao ContilNet que ‘lavou as mãos’ sobre situação do cadastro de reserva da PC e planeja novo concurso

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 18/11/2021 17:13

O governador Gladson Cameli classificou como desrespeitoso o protesto realizado por integrantes do cadastro de reserva da Polícia Civil na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na manhã de quarta-feira (18) – ocasião em que a imagem do chefe do executivo com nariz de palhaço foi colocada em frente à Casa do Povo.

O grupo está inconformado com o total de 17 pessoas que foram convocadas pelo Governo para o curso de formação. Os cargos são para agente, delegado e escrivão de polícia.

SAIBA MAIS: Cadastro de reserva da Polícia Civil cobra convocação e cartaz chama atenção: “Governador, devolva o sanduíche”

“Não tinha necessidade disso tudo. Um desrespeito. Estava trabalhando nessa questão dentro das possibilidades que tínhamos, respaldados pelos órgãos de controle, mas ignoraram essas questões e atropelaram as coisas”, disse Cameli em entrevista concedida à reportagem do ContilNet, nesta quinta-feira.

Gladson afirmou que “lavou as mãos” sobre o caso.

“Chegou ao limite. Eu lavei as mãos e não toco mais nesse assunto”, continuou o governador.

O próximo passo, de acordo com Cameli, é a realização de um novo concurso para a área. “Vamos trabalhar em um novo concurso e pronto”, finalizou.

O deputado Fagner Calegário (Podemos) reuniu-se com outros parlamentares e os manifestantes no mesmo dia do protesto e prometeu providenciar uma reunião com a equipe do governo para tratar da possibilidade de novas convocações.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.