27.3 C
Rio Branco
13 janeiro 2022 1:47 pm

PL escolhe versão de Baile de Favela para filiação de Bolsonaro

Paródia pró-Bolsonaro foi escrita pelo MC Reaça que, segundo a polícia, cometeu suicídio em 2019 depois de ter espancado a namorada

POR METRÓPOLES

Última atualização em 30/11/2021 11:12

Uma versão de Baile de Favela atacando opositores foi a música que embalou a espera por Jair Bolsonaro na sua filiação ao PL, nesta terça-feira (30/11).

A adaptação, que tocou em loop enquanto os convidados chegavam ao auditório, troca o refrão pelas palavras “Bolsonaro, capitão da reserva”.

Veja a versão:

A música foi criada em 2018, quando Bolsonaro foi candidato a presidente pelo PSL. A letra é do MC Reaça, que já foi elogiado pelo presidente.

Além de exaltar Bolsonaro, a letra também ataca opositores, especialmente mulheres. “Maria do Rosário não sabe lavar panela/ Jandira Feghali nunca morou na favela/ Luciana Genro apoia os sem-terra/ Mas não dá o endereço pra invadirem a casa dela”, diz a paródia.

O MC Reaça, chamado Tales Volpi Fernandes, cometeu suicídio em junho de 2019, segundo a polícia. A investigação da época apontava que ele tirou a própria vida depois de ter espancado a namorada. A família Bolsonaro lamentou a morte do cantor com postagens em redes sociais.

O boletim de ocorrência dizia que a mulher deu entrada no hospital com edemas na face e no olho, além de fraturas no maxilar. Ela havia prestado queixa contra o MC por lesão corporal e violência doméstica.

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.