23.3 C
Rio Branco
25 junho 2022 10:00 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Trabalho pesado, críticas de todos os lados e muitos, mas muitos problemas: valeu a pena, Marcio Bittar?

As polêmicas começaram pelos R$ 30 bilhões em emendas que Orçamento já tinha

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 15/03/2022 11:41

Quando se colocou à disposição para ser o Relator do Orçamento, duvido que o senador Marcio Bittar (UB-AC) imaginava o tamanho da dor de cabeça que traria para si. Trabalho pesado, questões burocráticas que permeiam até hoje fazem da tal relatoria do Orçamento algo que ainda não terminou.

As polêmicas começaram pelos R$ 30 bilhões em emendas que Orçamento já tinha, passaram por um duro posicionamento de Bittar acerca do ministro Paulo Guedes sobre lealdade e foram parar no problemático termo ‘orçamento secreto’ que, no final das contas, foi usado por opositores para descredibilizar o trabalho do senador acreano.

O caso chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que decidiu, por 8 votos a 2, suspender a execução das chamadas emendas de relator. A oposição comemorou. “Naquele momento, senti como se o STF estivesse suspendendo tudo que sonhei para o Acre”, me disse Bittar.

Críticas? Não faltaram. Não faltou também vontade em responder. Mas o senador preferiu calar-se. “Não valia à pena. Preferi continuar empenhado em garantir o maior orçamento possível ao Acre. Se eu perdesse, não me perdoaria”.

Passado todo esse trabalhão, agora entendo o choro do senador durante evento ao comemorar R$ 30 milhões destinados à Saúde; destes, R$ 10 milhões exclusivos para a aquisição de insumos para acabar de vez com uma fila de cirurgias ocupada por cerca de 12 mil acreanos. Em Brasileia, a fila já anda: 35 acreanos já tiveram sua oportunidade.

Agora, além de ver as emendas pelas quais lutou sendo executadas, o senador ainda recebe uma pesquisa Real Time Big Data que o traz como o senador melhor aprovado no Acre. Bittar foi aprovado por 45% dos entrevistados, à frente de Sergio Petecão (26%) e Mailza Gomes (23%). A maior nota também é dele: 6,2. Pesquisa, que ouviu 800 acreanos, traz a preferência de acreanos de 15 municípios.

Sobre esse resultado, Bittar me disse, em poucas palavras, que passa um filme na cabeça. “Se ainda houver o que fazer, ou coisas para consertar, eu faço”. É, senador: nem sempre o melhor caminho é o mais fácil. Mas, se valeu a pena? Com certeza valeu.

Valor Econômico

Reportagem do Valor Econômico diz que PP e PL estão em lados opostos em 14 unidades da federação e ‘divisão pode prejudicar a campanha de Bolsonaro à reeleição nos Estados’. O Acre está nesse grupo. A reportagem ainda conta com Mara dentro do partido.

Valor Econômico²

Com a possibilidade de Mara Rocha disputar o Governo do Acre totalmente fora de cogitação, o partido, que deve ser comandado pela pré-candidata ao Senado Márcia Bittar, se une ao bloco de legendas que defende a reeleição de Gladson Cameli (PP). Por aqui, vão unidos para a rua.

Michelle Melo

Depois de Flaviano Melo, Jenilson Leite e Emerson Jarude, chegou a vez de Jorge Viana ter uma conversinha de pé de ouvido com a disputada Michelle Melo. Ele aproveitou a ocasião para dizer que março é um mês decisivo.

Michelle Melo²

Ouvi de gente importante que o futuro da vereadora pode passar por uma disputa à Câmara Federal, por um partido com boa estrutura para empenhar investimento na candidatura. Por enquanto, vou manter o nome do partido em off.

Câmara dos Deputados

Previsto para após o carnaval, o retorno às atividades na Câmara dos Deputados está suspenso por tempo indeterminado. A medida atinge apenas os parlamentares. Votações ocorrem via aplicativo.

Aleac

Já na Aleac, vai tornar-se obrigatória a apresentação do passaporte da vacina. Vale para todos: deputados, servidores e visitantes. Medida acertada.

PL

Movimentação intensa para formar as chapas, nessa altura do campeonato, dentro do Partido Liberal. Não pode decepcionar, porque é o partido que abriga o presidente da República. À frente da missão, uma ávida Márcia Bittar. Vem coisa boa por aí.

PL²

Duas importantes figuras, com chances reais de abocanhar, cada um, uma cadeira na Câmara Federal, podem anunciar aterrissagem à sigla a qualquer momento.

Mara Rocha

Pontuando melhor para o Governo do que muitos autointitulados pré-candidatos à cadeira, o que faria Mara Rocha disputar uma cadeira no Senado da República?

Mara Rocha²

Enquanto metade dos meus leitores aposta em uma tentativa de agradar o presidente, que já deixou avisado que quer bancada forte no Senado, outra metade diz que o anúncio tem a ver com uma disputa com Márcia, que deve ficar à frente do PL, partido que Mara sonhou em comandar.

Márcia Bittar

Ao aparecer empatada tecnicamente na disputa pelo Senado, na última pesquisa Real Time/Big Data, Márcia Bittar consagra-se como a postulante que mais cresceu nas pesquisas.

Márcia Bittar²

Assim que Márcia for sacramentada como a presidente do partido de Bolsonaro, candidato favorito dos acreanos nas pesquisas, acredito que esses indicadores devam subir.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.