24.3 C
Rio Branco
7 julho 2022 10:03 am

Briga entre irmãos acaba com dois feriados a facadas e um morto a tiros no interior do Acre; sargento está entre as vítimas

POR ITHAMAR SOUZA, DO CONTILNET

Última atualização em 31/05/2022 15:33

Um homem identificado como Adelino Coelho Cunha e o 3° Sargento da Polícia Militar do Acre, Éberton Lunardi, ficaram feridos após serem esfaqueados na noite desta segunda-feira (30), no bairro Laranjal, no município de Xapuri, no interior do Acre. Na mesma ação, José Adalberto Coelho Cunha, de 57 anos, foi morto a tiros por uma guarnição da PM.

Segundo informações da polícia, a guarnição estava em um patrulhamento de rotina, quando foi acionada para atender uma ocorrência de discussão e briga entre Adelino e José Adalberto, que são irmãos. Ao chegar no local indicado, os militares presenciaram Adalberto com uma faca ameaçando matar Adelino.

Ao ver a aproximação da guarnição, Adalberto deu um golpe de faca no abdômen de Adelino e, em seguida, correu para cima dos PMs. Ainda com a faca na mão, o homem atingiu o 3° sargento da Polícia Militar, Éberton Lunardi, na lateral do peito esquerdo. O golpe perfurou o pulmão do policial. Após a ação, os colegas do sargento atiraram contra Adalberto, que morreu na hora.

Os soldados da guarnição acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que ao chegar no local só pode atestar a morte de Adalberto. Em seguida, os paramédicos socorreram Lunardi e Adelino ao Hospital Epaminondas Jácome, onde as vítimas receberam os primeiros atendimentos e foram encaminhadas em estado gravíssimo ao pronto-socorro de Rio Branco.

Devido à gravidade do golpe de faca no peito do sargento Lunardi, no caminho até a capital foi necessário pedir apoio a unidade de suporte avançado do Samu, que estabilizou e encaminhou a vítima até o pronto-socorro de Rio Branco em estado de saúde gravíssimo.

O sargento realizou uma ultrassonografia, um raio-x e um tomografia, para que os médicos pudessem verificar a real situação do paciente e depois deu entrada no Centro Cirurgia do PS. Já Adelino foi transferido para Rio Branco por outra ambulância de transporte.

A área da residência onde acontecia a briga foi isolada para os trabalhos da perícia. Os agentes do Instituto Médico Legal (IML) recolheram o corpo de Adalberto e encaminharam para a sede em Rio Branco, onde passará por exames cadavéricos.

O caso será investigado por agentes de Polícia Civil da Delegacia de Polícia de Xapuri.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.