22.3 C
Rio Branco
24 junho 2022 9:29 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Jéssica Sales passa por penúltima sessão de quimioterapia e deve intensificar pré-campanha para o Senado

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Quimioterapia

A deputada federal e pré-candidata ao Senado, Jéssica Sales (MDB), anunciou nas redes sociais que passou, em São Paulo, pela penúltima sessão de quimioterapia para tratar de um câncer de mama. Perto de finalizar o tratamento, a deputada deve intensificar muito em breve sua pré-campanha para o Senado.

Atrás do prejuízo

Com a saúde reestabelecida, Jéssica Sales vai poder voltar a fazer o que sabe de melhor: conquistar votos. Vai ter que correr atrás do prejuízo, já que, enquanto cuidava da saúde, seus oponentes caíram em campo.

Máquina de votos

Que a família Sales é influente e uma máquina de votos na região do Juruá, não é novidade pra ninguém, falta furar a bolha das outras regiões para fazer frente aos outros postulantes.

Disputa épica

Se a disputa para o Governo promete ser boa, mesmo com um Gladson bem na frente, a disputa pela única vaga para o Senado promete ser ainda melhor. Jorge Viana (PT), Alan Rick (UB), Jéssica Sales (MDB), Márcia Bittar (PL), Vanda Milani (Pros) e Mailza Gomes (PP) são os principais nomes colocados até o momento para a conquista da vaga – mais pra frente um ou dois nomes desses deve jogar a toalha. As últimas pesquisas tem mostrado que, apesar de Jorge Viana manter a dianteira, a distância para os demais postulantes tem sido muito pequena, acarretando quase sempre em um empate técnico entre 3 ou 4 candidatos em muitas dessas pesquisas. Essa eleição vai ser daquelas decidida voto a voto.

Psol

Cabe aqui uma menção honrosa ao pré-candidato ao Senado pelo Psol, o advogado Sanderson Moura. Mesmo não estando no grupo acima, de candidatos com verba pra gastar e com influência política, Sanderson faz, até aqui, uma pré-campanha bonita e pautada nos ideias progressistas de seu partido, o Psol. Em algumas pesquisas chegou a empatar tecnicamente com Vanda Milani e Mailza Gomes no bloco de baixo dos candidatos.

Paz e amor

Sem se envolver em polêmicas nos últimos tempos, a pré-candidata ao Governo pelo MDB, a deputada federal Mara Rocha, parece ter entrado em uma fase paz e amor. A versão zen de Mara também atingiu o seu irmão, o vice-governador, major Rocha (MDB). Os dois, que geralmente estavam no olho do furacão das confusões políticas do Acre, mudaram de postura. Pelo menos durante o período eleitoral.

Mudou o tom

Nas redes sociais, Mara também mudou o tom. Encontros, visitas, emendas e propostas são só o que se vê no feed da deputada. Está em plena pré-campanha.

Entregou o jogo

A presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, participou na última segunda-feira (23) de uma reunião da coordenação nacional da campanha do ex-presidente Lula (PT) e entregou o jogobsobre a estratégia que o petista deve adotar durante a campanha.

Economia

Segundo a comunista, os principais temas da campanha de Lula serão a recuperação da economia e o legado de seus dois governos. “Tratamos de alguns eixos temáticos e estruturantes da campanha. Houve o consenso de que precisamos pautar os assuntos da agenda econômica, entendendo que vamos falar do futuro, mas que o vetor de força da campanha é o legado do governo Lula. É preciso fazer a comparação entre o tempo bom de Lula e o que o Brasil está atravessando com Bolsonaro”, disse.

Provocações

Outra estratégia da campanha de Lula será evitar entrar em briga com Bolsonaro. “Também há a disposição de não entrar nas provocações do presidente, que tenta esconder a situação real do povo brasileiro. Durante a reunião, o sociólogo Marcos Coimbra fez um balanço das diversas pesquisas, mostrando que há uma tendência grande à polarização e sinalizando que, embora não seja algo que esteja dado, há possibilidade de vitória no primeiro turno”, comentou.

Redes sociais

As internet e as mídias sociais são outras  preocupações da campanha Lulista. É que nesse espaço, o bolsonarismo tem ganhado de lavada. “À tarde, falamos sobre o programa de governo e a comunicação, com foco em como recuperar espaço nas redes sociais”, concluiu Luciana.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.