24.3 C
Rio Branco
8 agosto 2022 8:45 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Cachorro-do-mato ‘afrontoso’ testa limites de onça-pintada no Pantanal; veja vídeo

O canídeo permaneceu observando o maior felino das Américas se aproximando, adotando um mecanismo de defesa

POR G1

Um cachorro-do-mato adotou uma postura “afrontosa” diante de uma onça-pintada, no Refúgio Ecológico Caiman, em Miranda (MS), Pantanal de Mato Grosso do Sul. O responsável pelo registro, feito no início deste mês de julho, foi o biólogo e guia bilíngue da Organização Não Governamental (ONG) Onçafari, Rodrigo Falcão Ventura. Veja o vídeo acima.

CLIQUE AQUI para ver o vídeo.

O momento foi compartilhado nas redes sociais e fez sucesso entre os seguidores do biólogo. “Momento em que um cachorro-do-mato (Cerdocyon thous) muito abusado decide testar os limites do Tupã (Panthera onca)”, escreveu Rodrigo na legenda da publicação. Ao g1, o biólogo explicou a razão para o comportamento “abusado” do canídeo.

Nas imagens, é possível notar que o cachorro-do-mato estava com os pelos arrepiados. Essa atitude é uma tentativa de parecer maior diante de um predador. “É uma tentativa de intimidar o mesmo por tempo o bastante para fugir ou se esconder, o cachorro estava com os pelos arrepiados justamente para aumentar a sua silhueta”, comenta Rodrigo.

Contudo, a onça-pintada, chamada Tupã, demonstrou indiferença diante da postura intimidadora do cachorro-do-mato e permaneceu caminhando na direção dele. “Como a onça não se intimidou nem um pouco com isso, ele se afastou um pouco, porém sempre cauteloso e com os olhos na onça, para o caso de acontecer uma perseguição”, detalha o biólogo.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.