23.3 C
Rio Branco
9 agosto 2022 9:40 pm

Da varanda de casa, Dayvid Hall é o segundo a oficializar candidatura ao governo do Acre

Dirigentes denunciam que evento da sigla que seria realizado no Clube dos Oficiais da PM sofreu boicote e calote da direção e convenção acontece na casa de candidato

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 23/07/2022 17:51

O segundo Partido apto à disputa das eleições deste ano no Acre – o primeiro foi o PSOL coligado com a Rede, é o Agir, que realizou sua convenção na noite de sexta-feira (22), numa residência do bairro Mascarenhas de Moraes, onde mora o candidato a governador da sigla, o professor David Hall.

A convenção foi realizada na residência porque o local anteriormente marcado, o Clube dos Oficiais da Polícia Militar e dos Bombeiros, localizado na BR-364, nas imediações dos hospitais da Fundação Hospitalar e do Into, mesmo cobrando pelo uso das instalações e tendo recebido o dinheiro adiantado pelo aluguel – em valores não revelados -, recuou na decisão do uso do local sem maiores explicações aos clientes.

“Não quero ser leviano em acusar que esse recuo foi um boicote ao nosso partido, mas achei isso tudo muito estanho”, disse Hall sobre o assunto. “Mas, o importante é que, no final, deu tudo certo”, acrescentou.

Na convenção na residência, além do nome de Hall confirmado como candidato a governador, o Agir definiu o nome do jornalista Dimas Sandas como candidato a senador, nove candidatos à Câmara Federal e 21 à Assembleia Legislativa.

A vice-governadora da chapa é a empresária da área de terraplanagm e engenharia Jorgeene Carneiro. Os candidatos a primeiro e a segundo suplente de Dimas Sandas são, respectivamente, o jornalista Tiago Farias e a dona de casa Ivana Moura.

O Agir é, até o momento, a únia sigla a ir à disputa eleitoral com uma chapa pura. Os filiados do Agir estão liberados pela direção nacional para escolher o candidato a presidente de sua simpatia.

Em entrevista na manhã deste sábado (23), ao ContilNet, David Hall, 35 anos, casado e com uma filha de dez anos, que disputa o Governo pela segunda vez (disputou em 2018), disse que sua candidatura é uma alternativa aos partidos tradicionais, tanto à esquerda, através da extinta Frente Popular do Acre (FPA), que está sendo repaginada com o nome de Frente Partidária composta pelo PT, PCdoB, PV e PSB, e ainda contra os tradicionais partidos que ganharam às eleições de 2018 com a candidatura do atual governador Gladson Cameli.

Hall disse que o partido vai apresentar propostas exequíveis do ponto de vista econômico. “Vamos mostrar que a Florestania, dos partidos de esquerda capitaneados pelo PT, não deu certo e que o atual Govenrno, que prometia uma ruptura com o agronegócio, também não saiu do discurso. Vamos mostrar projetos capazes de melhorar o PIB da nossa economia”, afirmou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.