33.3 C
Rio Branco
14 agosto 2022 6:18 pm

Na FIEAC, presidente da CBIC defende mais investimentos na construção civil

POR ASCOM

Última atualização em 20/07/2022 11:16

Em palestra voltada a lideranças empresariais, autoridades e estudantes na tarde de terça-feira, 20 de julho, na sede da FIEAC, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, afirmou que o Brasil precisa colocar a construção civil como prioridade para que a economia volte a registrar bons resultados.

Segundo Martins, atualmente o país relega a segundo plano o investimento, que é algo que realmente dá sustentabilidade no emprego e no cenário econômico. “Vivemos fazendo ‘voos de galinha’ na economia, que é esse levanta e cai, porque esquecemos da construção.  Precisamos ter consciência de que a construção civil deve ser responsável por uma parcela maior do PIB do Brasil. É com essa intenção que estamos levando vários projetos ao Legislativo e aos pré-candidatos a presidente”, destacou.

Entre as propostas, o presidente da CBIC citou, por exemplo, a necessidade por um mercado secundário mais eficiente do imóvel usado, não desviar o uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para consumo, reequilíbrio de contratos adequados, além de uma reforma administrativa que diminua o custeio e foque no investimento. “É isso que melhora a vida das pessoas, isto é, ter uma visão de que investir é o que pode construir uma sociedade melhor no Brasil”, acentuou.

Durante o ‘Diálogo com a CBIC’, evento promovido pelo Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Acre (Sinduscon/AC), em parceria com a FIEAC e o Fórum Empresarial de Inovação e Desenvolvimento do Acre, por meio da Câmara Técnica da Construção Civil, também houve palestra da líder do Programa de Transformação dos Mercados na América Latina e Caribe da International Finance Corporation (IFC), grupo do Banco Mundial, Silvia Solano, que falou, entre outras coisas, sobre as prioridades de investimentos da IFC, voltados à energia sustentável, cidades sustentáveis, edifícios eficientes, finanças ecológicas e agricultura climática inteligente.

A outra palestra foi da consultora da CBIC e integrante do Conselho Curador do FGTS, Maria Henriqueta Arantes Alves, que abordou oportunidades para produção de habitação social. “Precisamos estimular o setor da construção civil para usar recursos do FGTS. Quando esse dinheiro é aplicado para o consumo e outras finalidades que têm outras fontes de financiamento, a geração de emprego formal não é tão intensa como se fosse direcionada ao setor produtivo”, argumentou.

O presidente do Sinduscon e coordenador da Câmara Técnica da Construção Civil do Fórum Empresarial, Carlos Afonso Cipriano, agradeceu aos palestrantes por trazerem temas tão relevantes para discussão no Acre. Já o secretário de Estado de Indústria, Ciência e Tecnologia, Assurbanípal Mesquita, falou que era uma satisfação para o Governo do Estado ter a presença do presidente da CBIC em Rio Branco. “É um momento de grande importância, com a pandemia chegando ao fim, e a construção civil sendo retomada, principalmente impulsionada por investimentos em obras públicas. Além disso, o José Carlos trouxe informações relevantes para o cenário da construção civil, governo, e, dessa forma, podemos aprimorar nossa atuação nas esferas pública e privada”, acrescentou Mesquita.

Para o presidente da FIEAC, João Paulo de Assis, o debate foi extremamente proveitoso. “Tivemos uma verdadeira aula sobre o cenário e desafios da construção civil, associativismo e cidadania. Só temos a agradecer a CBIC e sua equipe pela parceria”, salientou.

É PERMITIDA SUA REPRODUÇÃO PARCIAL COM O SITE CONTILNETNOTICIAS.COM.BR SENDO LINKADO E CITADO.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.