29 de maio de 2024

Foliões não poderão entrar com ‘geleiras’ no Carnaval de Rio Branco; veja o que pode e não pode

Na manhã desta terça-feira (8), os coordenadores do carnaval de Rio Branco, Dudé Lima e Júlio Cezar comunicaram que será proibida a entrada de geleiras térmicas dentro da folia acreana realizada pelo Governo do Acre e a Prefeitura de Rio Branco. Conhecido como ‘Carnaval da Família’, a organização do evento esteve reunida nesta manhã com a polícia militar, civil e bombeiros e ficou decidido que os foliões não podem entrar no espaço com as famosas geleiras.

Os organizadores do evento, Dudé Lima e Júlio Cesar. Foto: Coluna Douglas Richer/ContilNet Notícias

Em conversa com este colunista, Dudé explicou que as caixinhas de cervejas e latas estão liberadas para a entrada no local, somente a térmica ficou proibida devido a possibilidade de ser utilizada para a entrada de armas.

“Meu amigo, Douglas, é o seguinte, a Polícia Militar em reunião pessoal da segurança, decidiu que não vai permitir entrar com geleira. Isso não quer dizer que a pessoa não pode entrar com a cerveja? Pode. Desde que ele leve naquela caixinha de plástico que a gente compra com a cerveja. Agora, a geleira não vai poder entrar porque é uma questão de segurança. O cara pode levar uma arma dentro da geleira”.

“O cara pode levar uma arma, pode levar uma garrafa dentro da geleira. Mesmo que a gente fiscalize as geleiras, o cara pode criar um fundo falso. Você sabe: quando o cara quer fazer o mal, ele dá o jeito dele. Então, para evitar tudo isso a gente vai fiscalizar na porta, fazer checagem com detector de metais nas mochilas das pessoas, e a geleira não vai poder entrar na área do Carnaval. A gente gostaria muito que divulgasse isso para as pessoas já ficarem sabendo. Vai ter muitos bares dentro da área, vai ter onde comprar cerveja dentro da área de Carnaval”, explicou.

Garrafas de vidro também estão proibidas no local, de acordo com a organização, para segurança dos foliões. O objeto, após quebrado, pode se tornar uma arma letal.

“Obviamente que garrafa de vidro não vai poder nunca entrar, nem usar lá dentro. Garrafa de vidro a segurança não permite por questões óbvias. Uma garrafa de cerveja ou de outro tipo de bebida vira uma arma”, explicou Dudé.

Ao ContilNet, o organizador Dudé Lima também revelou que a festa terá três portais de entradas, todos fiscalizados por mais de 250 agentes das polícias Militar e Civil, além do apoio do Corpo de Bombeiros.

“Nós temos três entradas, três acessos na área de Carnaval, os três acessos vão ser fiscalizados por detectores de metais. Indo em toda área do carnaval vai ter gente fiscalizando. São mais de duzentos e cinquenta agentes de segurança da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiro. Então, a gente acha que consegue manter uma área de Carnaval com muita tranquilidade, do ponto de vista de que as pessoas podem ir para o carnaval para se divertir e brincar. Quem for para lá com outra intenção vai ser recebido pela polícia. Quem for para lá com a família para pular carnaval, para se divertir, a gente vai estar lá com todo o aparato de segurança para tentar coibir qualquer abuso e qualquer tentativa fora do normal”.

Equipes já estão instalando mais de 20 câmeras em todo espaçoFotos: ContilNet Notícias

O Chefe do Departamento de modernização, tecnologia da informação e comunicação, Alexandre Nascimento de Souza, explicou ao ContilNet que serão instalados 7 Speed Domes, 8 câmeras fixas e 2 estações de operações para monitoramento remoto. 

“Vamos ter câmeras de segurança espalhadas em toda área do Carnaval. Inclusive, nesse momento, as equipes já estão instalando mais de 20 câmeras em todo espaço”. 

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost