13 de abril de 2024

Defesa de empresário que seria mandante da morte de ex-prefeito tenta revogar prisão e Justiça nega

Gedeon Barros foi morto em 2021. Seis pessoas já foram presas acusadas de participação no crime

A defesa do empresário Carmélio da Silva Bezerra, preso apontado como um dos possíveis mandantes do assassinato do ex-prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros, de 52 anos, executado em maio de 2021 com disparos de arma de fogo, impetrou recurso para tentar revogar a prisão preventiva do acusado.

Carmélio da Silva Bezerra, preso apontado como um dos possíveis mandantes do assassinato do ex-prefeito/Reprodução

Porém, a Justiça do Acre, por meio do juiz Daniel Bonfim da 1° Vara do Tribunal do Júri e Carmélio, deve continuar preso. A informação foi divulgada pela TV 5, nesta quinta-feira (18).

“A prisão preventiva do requerente foi decretada sob os argumentos da ordem pública, necessidade de assegurar a conveniência da instrução criminal e da aplicação da lei penal”, diz trecho da decisão assinada pelo magistrado.

Os advogados do empresário alegaram que Carmélio não representa perigo fora da prisão ou aplicação de medidas cautelares. Além disso, a defesa dele também solicitou o cumprimento de pena em prisão domiciliar. Os advogados argumentaram que o empresário tem problemas sérios de saúde. Porém, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) emitiu um parecer contrário à concessão das medidas solicitadas pela defesa do empresário.

No final do ano passado, seis mandados de prisão foram cumpridos pela Polícia Civil do Acre (PCAC), por intermédio da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), na operação “Abunã”. O ex-secretário de esportes de Plácido de Castro, Liomar de Jesus Mariano, conhecido como Mazinho, figurou entre os alvos da ação policial. Todos suspeitos de participação no crime.

Relembre

Gedeon, de 53 anos, foi executado no dia 20 de maio de 2021, no Santa Inês, no 2º Distrito, em Rio Branco (AC). Dois homens chegaram em uma moto e cometeram o crime, que ganhou pedidos por justiça no meio político.

Ex-prefeito Gedeon. Foto: Reprodução

Segundo informações da polícia, o ex-prefeito estava parado próximo ao Batalhão de Trabalho com uma pessoa no interior do veículo, quando foi surpreendido por dois criminosos que chegaram em uma motocicleta, o garupa desceu e de posse de uma arma de fogo, se aproximou do vidro e realizou foi tiros que acabou pegando na cabeça de Gerdeon. Após a ação, os bandidos fugiram do local.

A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu antes de receber socorro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost