19 de abril de 2024

Justiça torna réu empresário que deixou professor cego em Brasiléia

A decisão foi do Juiz da Vara Criminal de Brasiléia, Clóvis de Souza Loide

A Justiça decidiu que o empresário Adriano Vasconcelos Correia da Silva irá virar réu pelo crime de tentativa de homicídio contra o professor Paulo Henrique Brito, em um bar de Brasiléia, interior do Acre. A decisão foi do Juiz da Vara Criminal de Brasiléia, Clóvis de Souza Loide.

Caso aconteceu em outubro do ano passado/Foto: Reprodução

RELEMBRE: Jovem agredido por empresário em bar ficará cego e terá que retirar o olho

O caso aconteceu em outubro do ano passado. O empresário chegou a ser preso em flagrante, mas passou por audiência de custódia e foi solto após pagar R$ 10 mil de fiança.

O empresário é acusado de agredir o jovem com um copo de vidro, que resultou na perda de visão de um dos olhos.

Ainda em outubro, o Ministério Público do Acre iniciou os procedimentos necessários para esclarecer os eventos e tomar as medidas apropriadas.

Segundo uma nota do MPAC, a prisão preventiva foi solicitada dois dias após o ocorrido, levando em consideração “a consistência das evidências quanto à autoria e a gravidade concreta do crime, que chegaram ao conhecimento do Ministério Público após o processo de flagrante”, diz.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost