20 de abril de 2024

“Se fosse um bairro que não alagasse, só morava gente rica”, diz morador da 6 de Agosto; VÍDEO

O Rio Acre já deixa grande parte do bairro atingido pelas águas

O bairro Seis de Agosto, no Segundo Distrito de Rio Branco é um dos mais afetados pela enchente do Rio Acre na capital acreana, que na última medição deste domingo (3), às 15h, alcançou a cota de 17,68 metros, a terceira maior chega do manancial no município acreano.

O bairro Seis de Agosto é um dos mais afetados pela enchente do Rio Acre na capital/ Foto: Juan Diaz/ ContilNet

O ContilNet foi até o tradicional bairro para mostrar um pouco do dia a dia vivido pelos moradores da região em meio as águas do Rio Acre, que já deixa boa parte das ruas e casas alagadas.

Seu João, que vive na Seis de Agosto há mais de 30 anos, é mais um em meio a tantos moradores do local que preferem não deixar suas casas quando o nível do rio sobe, pois segundo ele, os transtornos da retirada dos móveis são enormes.

“A gente que mora no bairro há mais de 30 anos, vai se adaptando conforme vai subindo. Tentamos não sair de casa, porque é um transtorno muito maior, tanto para tirar as coisas, como para trazer de volta, então a gente vai esperando, se adaptando e vendo no que vai dar”, conta.

João mora no bairro há mais de 30 anos/ Foto: Juan Diaz, ContilNet

O morador revela, ainda, que está na expectativa de que o nível das águas comece a apresentar redução, e que essa esperança faz com que as famílias na região prefiram esperar.

“A gente está na expectativa que vaze, que dê uma baixada, pois se vazar e a gente não precisar tirar as nossas coisas, melhor para nós. Se não baixar, o jeito que tem é levantar as coisas e esperar que baixe”, disse.

João conta, também, que os moradores são unidos e que todos se ajudam em meio à situação vivida.

“Aqui todo mundo é humilde e ajuda um ao outro. Não temos água potável, nem energia, mas temos que dar graças a Deus que ainda temos uma moradia. Agradeço a Deus que tem pessoas que todas as noites passam entregando marmita e água”, desabafa.

Para ajudar o seu João, basta fazer qualquer doação via pix, pelo CPF 46168540253.

Assista a videorreportagem completa feita pelo ContilNet:

video
play-sharp-fill
PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost