26 de maio de 2024

Julgamento de Sérgio Moro volta a ser suspenso e senador ganha sobrevida até segunda-feira

Placar da votação está em um a um com novo pedido de vistas da terceira juiz a votar

O senador Sérgio Moro (União-PR), que está sob julgamento do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) de cassação do mandato e inelegibilidade pelos próximos oito anos, ganhou sobrevida e fôlego pelo menos até a próxima segunda-feira (8). É que, nesta quarta-feira (3), quando o julgamento foi retomado em Curitiba, após um pedido de bosta após voto do relator contra a cassação proposta pela Procuradoria Eleitoral junto ao TRE-PR, outro pedido de vista foi feito e o caso foi suspenso até a próxima sessão.

O senador Sergio Moro (União Brasil-PR) — Foto: Patricia de Melo Moreira/AFP

Como na Justiça Eleitoral os prazos são mais céleres que em outras instâncias judiciais, cujos prazos de pedido de vistas podem ser superiores a 90 dias, o caso Sérgio Moro será retomado dia 8 sob o placar de 1 a 1 num colegiado de 7 votos. O pedido de vistas desta quarta-feira foi da desembargadora Cláudia Cristofani, que seria a terceira magistrada a votar. Seu pedido de vistas, quando os magistrados pedem mais tempo para avaliar o que vão julgar, foi feito logo após a manifestação do segundo juiz a votar. O magistrado José Rodrigues Dade votou pela cassação, empatando o placar em um a um já que, na primeira sessão do julgamento, o relator Luciano Carrasco Falavinha havia votado contra a cassação

O julgamento será retomado na próxima segunda-feira. A aposta entre juristas de todo o país é que o senador paranaense, responsável direto pela prisão por mais de 500 dias do então ex-presidente Luiz Inácio da Silva, quando era juiz da 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, onde ocorria a operação Lava Jato, dificilmente escapará da cassação. O pedido do MP eleitoral é pela anulação da eleição do senador, o que atingiria toda a chapa com seus dois suplentes. No caso, havendo a cassação, o TRE-PR teria que convocar eleições suplementares.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost