18 de junho de 2024

Regina Duarte leva “chamada” do Instagram após fake news sobre o RS

A atriz postou o vídeo de um político de extrema-direita português afirmando que Lula recusou ajuda do país, mas foi desmentida

 

Há um bom tempo, Regina Duarte tem usado as redes sociais para fazer campanha em prol de Jair Bolsonaro, de quem foi secretária de Cultura. Mas desta vez ela levou uma “chamada” do Instagram após postar uma fake news sobre as enchentes do Rio Grande do Sul.

A atriz postou o vídeo do político de extrema-direita português André Carlo Amaral Ventura afirmando que Lula recusou ajuda do país, mas foi desmentida pela própria plataforma.

Instagram/Reprodução

Assim que os internautas clicavam no perfil da artista para assistir às imagens, a rede social emitia um alerta: “Informação falsa, checada por verificadores de fatos independentes”.

Na legenda da publicação, Regina Duarte escreveu: “Não consigo entender por que razões o governo brasileiro não aceita a ajuda humanitária aos brasileiros do Rio Grande do Sul. Será que ainda não ‘caiu a ficha’ de que estamos vivendo uma ‘guerra’? E por que razões se recusa apoio real, material, de um país irmão na luta pela dignidade, pela sobrevivência durante uma batalha”, afirmou ela. Clique aqui para assistir ao vídeo.

Aviso publicado em vídeo que está nas redes sociais de Regina Duarte - Metrópoles

Nos comentários, os internautas detonaram a artista: “De ‘Rainha da Sucata’, para ‘Rainha das Fake News’. Que decadência”, disparou um. “Regina, vai viver tua velhice com tua família. Deixa de dizer tanta mentira”, aconselhou outra. “Quanta desinformação! Muito triste o que restou da viúva Porcina”, declarou um terceiro. “Te informa! Não tem vergonha de espalhar mentira!?”, questionou mais uma.

Revolta contra obrigatoriedade de vacina

Regina Duarte criou mais um polêmica, no início deste ano, dias após o Ministério da Saúde divulgar a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19 para meninos e meninas de 6 meses a 5 anos de idade e incluí-la no Programa Nacional de Imunizações (PNI). A atriz, que é contra o imunizante, usou as redes sociais para expor sua indignação.

“Lamento muito sentir [logo no início deste ano] que devo postar essa advertência: nossas crianças não têm segurança [por parte dos laboratórios farmacêuticos] para serem submetidas a essa vacina da Covid”, escreveu num comentário publicado na web.

Regina seguiu alertando os internautas: “Você que é mãe, pai, avô, avó, tia… a advertência é que procurem se informar sobre a bula da vacina que está sendo proposta às crianças brasileiras. Pronto, falei”.

Numa publicação em seu Instagram, a artista compartilhou uma manchete com a notícia e uma aspas de um especialista, o Brasil tornou a vacina obrigatória em crianças indo “na contramão do restante do mundo”. “Pelo amor de Deus, ainda está história de Covid?! E ainda com vacina obrigatória? Não é temerário. Na verdade, estupidamente temerário agir assim?”, questionou.

No fim do ano passado, um projeto de lei que prevê até um ano de detenção para os pais que não vacinarem os filhos avançou na Câmara dos Deputados. No Senado, propostas com maiores punições ainda estão sendo discutidas. Na nova regra, os pais que não vacinarem seus filhos poderão perder benefícios sociais, como o Bolsa Família, ou até serem penalizados com o pagamento de multa.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost