Polícia prende pré-candidato por financiar aborto de adolescente no Acre

Sérgio Souza, conhecido como Lola, foi detido por suspeita de facilitar aborto de uma jovem de 13 anos

Sérgio Souza, um servidor público e pré-candidato a vereador pelo partido União Brasil, conhecido como Lola, foi preso nesta sexta-feira (14), pela Polícia Civil de Porto Walter, no Acre. Ele é acusado de facilitar o aborto de uma adolescente de 13 anos, com quem teria mantido um relacionamento.

De acordo com o depoimento da jovem, Sérgio teria fornecido dinheiro para a compra de um medicamento abortivo e também teria dado remédios com essa finalidade. A jovem estava no sexto mês de gravidez quando abortou em casa no dia 1º de junho e, posteriormente, descartou o feto em um quintal próximo.

Pré-candidato a vereador Lola/Foto: Reprodução

O corpo do recém-nascido foi encontrado por populares sendo devorado por cachorros e urubus, o que levou à investigação pela Polícia Civil. Após a descoberta, a adolescente revelou os detalhes do caso às autoridades.

O delegado José Obetanio informou que Sérgio Souza responderá pelos crimes de estupro de vulnerável e indução ao aborto. A exumação do corpo do natimorto será realizada para confirmar a paternidade. “A declaração da menina é corroborada por um pagamento via Pix feito por Sérgio, apesar de ele negar as acusações”, afirmou o delegado.

Sérgio Lola, que tem mais de 40 anos, mora com a mãe e tem pelo menos cinco filhos, é pré-candidato pelo União Brasil, um partido que se posiciona contra o aborto. A adolescente envolvida foi levada para a Unidade Mista de Saúde de Porto Walter, mas posteriormente retirada do local por uma mulher.

PUBLICIDADE
logo-contil-1.png

Anuncie (Publicidade)

© 2023 ContilNet Notícias – Todos os direitos reservados. Desenvolvido e hospedado por TupaHost