PM frustra roubo de motocicletas e prende grupo criminoso em Sena Madureira

Os envolvidos foram acusados por roubo, porte ilegal de arma de fogo, favorecimento pessoal e associação criminosa

Após cerco policial mobilizado pela Central de Operações Policiais Militares (Copom), policiais do 8° batalhão prenderam nessa segunda-feira (21) dois suspeitos que haviam roubado duas motos no quilômetro 62 da BR-364, sentido ao município de Sena Madureira.  A ação policial, que também resultou na apreensão de três armas de fogo e condução de mais três suspeitos, iniciou a partir do quilômetro três da rodovia.

A ação policial resultou na prisão de dois suspeitos e apreensão de duas motos roubadas, além de três armas de fogo. Foto: Divulgação/PMAC

De acordo com a guarnição, após terem recebido as informações referentes ao roubo dos veículos, foi montada uma barreira policial no entorno da cidade e, depois da visualização das motocicletas sob a condução dos suspeitos, iniciado um acompanhamento policial que findou no abandono, por um dos autores, de uma das motocicletas a fim de se evadir da abordagem dos militares e posterior prisão.

Os policiais militares, durante patrulhamento a pé nas imediações da rodovia, constataram a presença de um dos suspeitos que, sem resistir, entregou-se à guarnição. Com ele foi apreendida uma escopeta calibre 28 e um revólver calibre 38, além das munições para utilização no armamento e apreensão de um dos veículos roubados.

Uma guarnição da PM estava em deslocamento até a delegacia da Polícia Civil para a apresentação de um dos autores do roubo quando, através de uma denúncia realizada via Copom, foi delatado que um veículo Celta, de cor vermelha, estaria dando fuga a um dos meliantes que havia, juntamente com Leandro Santos de Lima, o suspeito preso em flagrante pela guarnição.

Todos os envolvidos no crime, os veículos e as armas de fogo foram encaminhados para a delegacia da Polícia Civil do município de Sena Madureira, sob acusação dos crimes de roubo, porte ilegal de arma de fogo, favorecimento pessoal e associação criminosa.

comentários

Outras Notícias

Veja também