Presos do caso Emurb serão fiscalizados pelo Iapen com reforço da Polícia Civil

"As investigações continuam no sentido de apurar se existem outras irregularidades", informou delegado

O delegado de Polícia Civil Odilon Vinhadelli Neto informou à ContilNet que as investigações da segunda fase da Operação ‘Midas’, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual do Acre (MPAC), continuam de forma intensa com as investigações dos crimes de suposto desvio de recursos da Empresa de Urbanismo de Rio Branco (Emurb).
“As investigações continuam no sentido de apurar se existem outras irregularidades”, informou delegado.
Segundo o delegado Odilon, as investigações seguem em curso e os trabalhos estão sendo realizados de forma intensa. “As investigações continuam no sentido de apurar se existem outras irregularidades”, informou o delegado.

Questionado se vem sendo reforçado a fiscalização aos presos em regime de pena alternativa. O delegado disse que, apesar da questão do cumprimento da pena ser em grande parte de atribuição do Instituto Administração Penitenciária, a polícia acompanha pelo fato de ser de interesse da investigação.

A assessoria do MPAC informou também que os trabalhos de investigação continuam sendo realizados pelo órgão, mas no momento nada de novidade existe no caso.

comentários

Veja também