Após desmoronamento, mutirão garante tráfego em desvio na Estrada do Quixadá

O trabalho de recomposição do desvio começou às 5 horas da manhã e às 7h30 o tráfego já estava completamente librad

Nesta quarta-feira (11), uma grande mobilização reduziu os impactos da forte chuva que caiu sobre Rio Branco onde o desvio da obra da ponte sobre o Igarapé Fundo, na Estrada do Quixadá, foi completamente destruído pela força das águas.

Durante a noite, a prefeitura disponibilizou 15 caminhonetes para fazer o transporte dos moradores pelo Ramal Apolônio Sales, que serve de rota alternativa para acessar ou sair da Estrada do Quixadá em direção à cidade. Como era noite, o trabalho de recomposição do desvio começou às 5 horas da manhã desta quarta-feira (11), e duas horas e meia depois – às 7h30 – o tráfego já estava completamente librado e normalizado.

Prefeitura e comunidade se uniram para garantir a acessibilidade no local/Foto: Ascom

Agentes da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTRANS) permanecem na região para ajudar a motoristas e pedestres na travessia, que é feita sem nenhum problema. “Antes de qualquer coisa, pedimos desculpas aos moradores do Quixadá. Estamos notificando a empresa para conclusão da obra o mais rápido possível. Tomamos todas as medidas necessárias para retomar o trafego e atender os moradores. Com a mobilização das equipes, em duas horas e meia o trânsito foi restabelecido”, relatou o prefeito.

Ramais adjacentes, especialmente o Apolônio Sales, estão prontos ou em preparação para servirem de entrada e saída da Estrada do Quixadá caso seja necessário novamente. Por determinação do prefeito Marcus Alexandre, equipes especializadas na manutenção de vicinais aceleraram o trabalho de melhoria dos acessos.

Obras de recuperação tiveram início nesta quarta-feira/Foto: Ascom

Os irmãos Alan Nascimento da Silva, de 16 anos, e Airton Souza da Silva, 28, atravessavam de moto o desvio quando pararam para socorrer um homem que estava sendo levado pela correnteza e acabaram sofrendo escoriações. Todos foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Segundo Distrito e as últimas notícias dão conta de que, antes das 9h desta quarta-feira (11), os dois irmãos tinham sido liberados. “O mais importante é que as vidas estão preservadas”, disse Marcus Alexandre.

Além dos servidores públicos, moradores se juntaram à mobilização de solidariedade para ajudar as pessoas que se feriram em virtude do rompimento do desvio “Muita gente ajudou. Graças a Deus agora tudo está bem”, explicou o caminhoneiro Izaías Moreira.

Prefeitura garante que a trafegabilidade no local está normalizada/Foto: Ascom

Uma região estratégica para o abastecimento de Rio Branco

A região do Quixadá é referência na produção de verduras e no local vivem mais de 300 famílias. O presidente da Associação de Moradores e Produtores do Quixadá, Manoel Francelino, destacou a alguns meses que semanalmente saem da localidade mais de 60 mil maços de verduras e hortaliças, como cheiro-verde, quiabo e outras.

A importância daquela região é estratégica para o desenvolvimento rural e o abastecimento alimentar dos moradores da cidade. Para reconstruir o aterramento do desvio do Igarapé Fundo, a EMURB demandou cerca de 40 caçambas de solo de alta qualidade. Cada caçamba transporta cerca de 14 metros cúbicos de terra. Mesmo com o trânsito normalizado, as equipes seguiram trabalhando no local.

Com informações da Assessoria da Prefeitura

comentários

Outras Notícias

Veja também