Moradores fecham saída da Ponte Metálica em protesto contra obras inacabadas

O trânsito ficou comprometido e somente cerca de uma hora depois os manifestantes liberaram o acesso

No fim da tarde desta quarta-feira (11), moradores da Rua da Catraia, localizada no Bairro Cidade Nova, fecharam a saída da ponte metálica em Rio Branco. As famílias protestavam contra uma obra de saneamento feita pela prefeitura da Capital há quase três anos. Com as fortes chuvas que caíram nos últimos dias, os problemas se agravaram e um buraco de cerca de 8 metros tornou a Rua praticamente intrafegável.

Manifestantes protestam contra obras inacabadas em Bairro de Rio Branco/Foto: ContilNet

Gilda Oliveira, de 42 anos, disse que sua casa ficou completamente comprometida pelas obras; ela teme que a casa desabe a qualquer momento com ela e os quatro filhos. Emocionada, ela pede que as autoridades olhem pela sua família.

“Eu não aguento mais, eles vão até lá e dizem que vão nos ajudar mas depois somem, eu vejo a hora a minha casinha cair comigo e com os meus filhos, eles devem estar esperando uma tragédia assim acontecer para tomar as providências. Na época da campanha o prefeito Marcus Alexandre me enganou, ele disse que olharia por nós, votei nele e fiz campanha acreditando nisso e hoje estou nessa situação” , desabafou a manifestante.

Protesto fechou a saída da Ponte Metálica, em Rio Branco/Foto: ContilNet

Ainda segundo Gilda, as obras, além de atrapalhar a trafegabilidade, destruíram o porto de catraia de onde ela tirava o sustento de sua família. “Entraram lá dizendo que iam melhorar o local, mas na verdade eles acabaram com o porto e não consertaram, faz três anos que estou impedida de trabalhar e agora corro o risco de perder minha casa, que é humilde, mas é o único lugar que temos para morar”., finalizou.

O trânsito  ficou comprometido e somente cerca de uma hora depois os manifestantes receberam o aviso de que uma equipe da prefeitura estava se deslocando para a Rua da Catraia o local foi liberado.

Por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa, a prefeitura de Rio Branco afirma que a Defesa Civil sempre disponibilizou apoio à Dona Gilda.

“Em que pese a aflição da Dona Gilda pelo desbarrancamento da beira do rio, cabe esclarecer que o prefeito em momento algum a enganou, muito pelo contrário, desde o início com a presença da Associação de Moradores esclareceu que o problema estava relacionado ao Sistema de Água e Esgoto, responsabilidade do Depasa, e através da Defesa Civil disponibilizou apoio às famílias”, diz a nota.

comentários

Veja também