Quer comprar o Evapolar? Veja como funciona o ar-condicionado portátil

Com o preço a partir de US$ 180, evaLIGHT e evaSMART funcionam apenas com água e alimentação por cabo USB

A Evapolar tem dois modelos de ar-condicionado portáteis com promessa de baixo consumo de energia. Ao contrário de aparelhos comuns, os dispositivos funcionam a base de água e precisam apenas de cabo USB como fonte de energia. Com cerca de 1 litro de água e 10 minutos de espera, é possível manter os arredores em baixa temperatura por até oito horas, de acordo com a fabricante.A Evapolar tem dois modelos de ar-condicionado portáteis com promessa de baixo consumo de energia. Ao contrário de aparelhos comuns, os dispositivos funcionam a base de água e precisam apenas de cabo USB como fonte de energia. Com cerca de 1 litro de água e 10 minutos de espera, é possível manter os arredores em baixa temperatura por até oito horas, de acordo com a fabricante.

Os produtos foram anunciados em 2016 e são duas versões: evaLIGHT, com preço de US$ 180 (cerca de R$ 590, em conversão direta e sem impostos), e evaSMART, vendida por US$ 256 (R$ 832), ambas com entrega no Brasil. Veja como funciona a tecnologia, conheça as diferenças nas especificações dos modelos e saiba se vale a pena comprar o ar-condicionado portátil.

Ar condicionado portátil funciona com água e gasta menos energia

O segredo dos aparelhos da Evapolar está em um filtro de ar com tecnologia capaz de esfriar o ambiente sem ajuda de um compressor, comum em modelos tradicionais. A camada evaporadora, que fica dentro de um cartucho, é feita de fibras de basalto que resfriam ao entrar contato com água. Segundo a empresa russa, apenas 10 minutos são suficientes para a água penetrar no filtro por capilaridade e reduzir a temperatura em até 17 graus Celsius.

O desempenho do aparelho depende da temperatura e da umidade do ambiente. Quanto mais frio e seco, melhor será a performance do ar-condicionado portátil. Em um local com temperatura de 25 graus e 30% de umidade, o ar frio deve chegar a 15,4 graus. Já em um clima de 40 graus com 70% de umidade, o vento alcança, no máximo, 34,6 graus.

Baixo consumo

Como o sistema não requer um motor para comprimir o ar, o aparelho da Evapolar só precisa de energia para alimentar o ventilador. As hélices movimentam o ar na direção do filtro gelado, levando a brisa resfriada para fora, em direção ao usuário. Enquanto um ar-condicionado convencional pode gastar cerca de 900 W ligado na tomada, os novos modelos portáteis consomem entre 10 e 12 W.A baixa necessidade de energia permite que o aparelho seja totalmente portátil. Ele funciona por cabo USB, seja conectado à tomada, a um computador ou a um powerbank de celular.

comentários

Outras Notícias

Veja também