Número de beneficiários do Bolsa Família cresce no Acre, apontam dados do IBGE


No Brasil, 13,7% dos domicílios recebiam dinheiro do Programa Bolsa Família em 2017

ASTORIGE CARNEIRO, DA CONTILNET

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de residências beneficiadas pelo programa Bolsa Família aumentou consideravelmente em um ano no estado do Acre.

Em 2016, cerca de 64.703 casas eram beneficiadas; já em 2017, este número subiu para 68.840 – sendo este valor 28,9% das 237.847 casas no Estado. Em casos de locais atendidos pelo programa de transferência de renda, existiam 5,9 moradores dentro de uma residência. Nas residências que não recebem o benefício, existem em média 3,8 pessoas

CONTRA A TENDÊNCIA NACIONAL

O número de famílias que recebem rendimentos do programa Bolsa Família no Brasil caiu em 2017. Ao todo, 9,5 milhões de domicílios receberam o benefício social em 2017, 326 mil a menos do que no ano anterior. Em porcentagem: 13,7% dos domicílios recebiam dinheiro do programa em 2017; e 14,5% recebiam dinheiro do programa em 2016.

REGIÕES NORTE E NORDESTE

As regiões Norte (25,8%) e Nordeste (28,4%) foram as que apresentaram os maiores percentuais do Bolsa Família. Já o Benefício de Prestação Continuada (BPC) era recebido por 3,3% dos domicílios brasileiros em 2017. Norte (5,6%) e Nordeste (5,2%), mais uma vez, apresentaram os maiores percentuais.

O rendimento médio mensal real domiciliar per capita nos domicílios que recebiam o Bolsa Família foi de R$ 324, e naqueles que não tinham o benefício, foi de R$ 1.489. Para os domicílios que recebiam o BPC foi de R$ 696, e os que não recebiam, R$ 1.293.

Com informações do jornal A Tribuna

Outras Notícias

Veja Também