Fundhacre tem prazo de 180 dias para adequar normas de segurança ou será fechada


O prazo dado inicialmente era de 72 horas, a unidade procurou o órgão pedindo prorrogação já que foram identificados inúmeros problemas

SALOMÃO MATOS, PARA CONTILNET

A assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros Militar do Acre, informou na manhã desta terça feira (17), que a Direção da Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre), pediu um prazo de 180 dias para sanar as pendências de segurança que foram encontradas durante a vistoria realizada na semana passada.

O Corpo de Bombeiros explicou que à princípio o prazo dado era de 72 horas e a unidade procurou o órgão pedindo prorrogação, já que foram identificados inúmeros problemas. Na última vistoria realizada pela Diretoria de Atividades Técnicas e Operacionais (DATOP), foi encontrado o sistema de hidrante da nefrologia inoperante, algumas caixas de abrigo de mangueiras vazias, sem mangueiras e tampouco esguichos, chave hidráulica e reduções inexistentes e extintores com prazo de validade vencidos ou inexistentes em diversos setores da unidade hospitalar.

Leia também: Por falta de segurança, Fundação Hospitalar do Acre pode fechar as portas

Segundo o Major Cláudio Falcão, de 72 horas é automático e não importa se o órgão fiscalizado é público ou privado. “Em caso de descumprimento das normativas de segurança exigida e o não cumprimento das obrigações, não há dúvidas que esse estabelecimento será imediatamente lacrado como determina a Lei Nº 1.137, DE 29 DE JULHO DE 1994”, informou o oficial do CBMAC.

Dentre os problemas encontrados estão as caixas de abrigo de mangueiras vazias/Foto: Cedida

Esta não é a primeira vez que a Fundhacre passa por vistoria em relação à falta de segurança contra incêndio na unidade já que o hospital detém uma grande quantidade de material inflamável.

A Lei Nº 1.137 determina em seu art. 3º que o CBMAC poderá vistoriar todos os imóveis já habilitados e todos os estabelecimentos em funcionamento, com vistas à expedição do Certificado ou não, mediante o atendimento das normas de segurança exigidas.

comentários

Outras Notícias

Veja Também