Operação Calvário: terceiro policial suspeito de pregar homem em assoalho de casa é preso


Outros dois haviam sido presos na primeira fase da operação, desencadeada no último dia 1 de novembro

REDAÇÃO CONTILNET

A segunda fase da Operação Calvário, desencadeada pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) há alguns meses, foi deflagrada nesta terça-feira (20), em Rio Branco.

Mais um policial foi preso acusado do crime de tortura. Segundo um advogado, que não quis se identificar, a primeira fase ocorreu no dia 1 de novembro, quando outros dois policiais foram presos de forma preventiva.

Se condenados, os policiais devem ser expulsos da corporação/Foto: Reprodução

A operação tem como objetivo identificar os autores de um crime ocorrido em maio deste ano, quando os policiais teriam pregado um homem no assoalho de uma casa no bairro Papoco, como intenção de conseguir informações sobre o paradeiro de objetos furtados de outro policial.

“Os primeiros policiais estão presos no Batalhão Ambiental e deram entrada no Habeas Corpus, que deve ser julgado na próxima quinta-feira”, declarou o advogado.

Os policiais estão respondendo por crime de tortura, considerado gravíssimo e, caso essa acusação seja aceita pelo judiciário e eles sejam condenados, os envolvidos devem ser expulsos da corporação.

comentários

Outras Notícias

Veja Também