Porta-voz volta a afirmar que Cameli vai ‘herdar’ R$ 1,3 bilhão de Tião Viana


Rosas declarou que o estado consome somente com previdência cerca de R$ 40 milhões de reais

SAIMON MARTINS, DE CONTILNET

Após o estado do Acre ter sido classificado com nota B, pela Secretária do Tesouro nacional, (STN), o que significa dizer, situação fiscal forte, porém, com risco de credito baixo. O Porta-Voz do governador Tião Viana (PT), Leonildo Rosas, usou sua pagina no Facebook, para afirmar que com isso, o governador eleito, Gladson Cameli (PP), terá em caixa a partir de janeiro do ano que vem, R$ 1,3 bilhão, para investimentos.

Segundo Rosas, a nota do órgão desmente aqueles que afirmam que o Acre está quebrado. “Bem, o STN se encarregou de desmentir a quem vive alardeando que o Acre estaria quebrado. A verdade é que o próximo governador vai pegar um estado com R$ 1,3 bilhão para investimentos”, frisou.

Leonildo Rosas com o governador Tião Viana

Contudo, o mesmo Tesouro Nacional aponta que o Acre ultrapassou o limite com gastos. O estado em 2017, ultrapassou o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal de 60% com receita líquida em gastos com pessoal.

Leonildo alerta à Cameli que ele terá ao seu modo de ver, apenas uma dificuldade, que será justamente os gastos com a previdência. “A principal dificuldade será a Previdência, que consome cerca de R$ 40 milhões por mês”, salientou.

comentários

Outras Notícias

Veja Também