Quem desmata a Amazônia são “bandidos da floresta, não o produtor”, diz Tereza Cristina


Para a futura ministra da Agricultura, não se pode associar a imagem do produtor à ilegalidade

GLOBO RURAL

Em entrevista exclusiva à Revista GLOBO RURAL, a deputada federal Tereza Cristina, que assume em janeiro o Ministério da Agricultura, disse que não se pode associar a imagem do produtor brasileiro ao desmatamento e à destruição da Amazônia. “O produtor rural não faz isto. Quem faz isso são pessoas que estão na ilegalidade. São bandidos que estão lá para roubar a floresta, para não pagar imposto. Essa não é uma característica do produtor brasileiro”, disse a futura ministra.

Segundo ela, o que o Brasil ocupa para a agricultura e a pecuária é pouco se comparado à área preservada. “Só que tudo isso tem custo. Hoje o produtor brasileiro tem que preservar e não recebe nada por isto”, disse Tereza Cristina.

A deputada Tereza Cristina, atual presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA)/Foto: Marcos Oliveira

Dados divulgados nesta segunda-feira (26/11) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, com base em imagens de satélites, mostram um aumento de 13,7% da área desmatada na região, entre agosto de 2017 e julho de 2018 em comparação com o período anterior. Foram destruídos 7,9 mil quilômetros quadrados, a maior área registrada desde 2008.

comentários

Outras Notícias

Veja Também