Saúde será o principal gargalo no início do governo de Gladson Cameli, diz colunista


Alysson Bestene terá que começar com muita disposição para o diálogo com os servidores

Foto capa

A equipe do futuro governo está descobrindo, aos poucos, que o principal gargalo da gestão não é exatamente a segurança pública, mas a área de saúde. Funcionários da UPA da Baixada, ao tomar conhecimento do contracheque do mês de novembro, começaram a discutir a possibilidade de uma greve, que pode se estender para outras áreas da saúde. Seria um caos. Alysson Bestene terá que começar com muita disposição para o diálogo com os servidores.

Alysson Bestene/Foto: Reprodução

Segurança tende a melhorar

Isto porque as medidas adotadas nos últimos anos na segurança começam a refletir com a queda das execuções. Mês passado, por exemplo, a redução nos crimes foi de 16% em relação ao mesmo período do ano passado. É só manter o ritmo. Porém, uma autoridade da área criminal do TJ alertou para o recrudescimento da violência no Vale do Juruá.

Pagar o 13º

Quem tem boa memória vai lembrar que, no final do ano passado, o governo fez a mesma coisa. Suspendeu o pagamento de fornecedores, cortou bônus, gratificações, plantões extras e outras formas de vantagem para centrar fogo no pagamento do 13º salário e salários de dezembro. A folha é dobrada nos dividendos e nos encargos.

Mais tranquilo

Janeiro tende a ser um mês mais tranquilo com a volta das vantagens aos contracheques, bem como o início do pagamento dos fornecedores que, a princípio, será parcelado. É a fórmula a ser aplicada por qualquer governo. Não há outro jeito.

Pequena cidade

O Hospital das Clínicas, antiga Fundação Hospitalar, equivale a uma cidade do interior tal o orçamento e a complexidade da gestão. O atual deputado Nelson Sales, em final de mandato, precisa estar preparado para lidar com tantos problemas, principalmente com os médicos. É só um aviso.

Pole Position

A vereadora Janaína Furtado, única mulher a disputar uma eleição para Governo no Acre, aceitou concorrer a eleição para a Prefeitura de Tarauacá. Há quem diga que migra para outro partido, deixando a Rede Sustentabilidade. Ela não confirmou.

Rei do otimismo

O deputado Luís Gonzaga (PSDB) é o rei do otimismo. Crítico ferrenho do governo do PT, ele acredita que o Estado será completamente outro a partir de janeiro. Devagar com o andar Gonzaga que o santo é de barro! O Acre depende 100% dos recursos da União e a economia do país vai muito mal. Sem dinheiro, não se faz muita coisa.

Rota do crime

Carros roubados nas cidades do Acre estão entrando na Bolívia por Plácido de Castro. Vídeos divulgados nas redes sociais comprovam o fato. A polícia tem feito apreensões na região.

Até que enfim

O governador do Rio de Janeiro, o Pezão (MDB), foi preso em nova fase da Operação Lava Jato. Faltam Temer, Jucá, Renan, Aécio, Eunício e os demais membros do quadrilhão do MDB na esfera federal.

Silas, o profeta

O pastor Silas Malafaia começou a estrebuchar. Concedeu entrevista ao jornal Folha de S. Paulo reclamando que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), não vai mais dar um Ministério ao senador em fim de carreira, Magno Malta (ES). “A gratidão é memória do coração”, disse ele em tom de desabafo. Muitos no Acre são seguidores dele.

Quem tudo quer, tudo perde

Na verdade, Magno Malta inverteu as bolas trocando o duvidoso pelo certo. Ele recusou o convite de Jair Bolsonaro para ser seu vice na chapa achando que sua reeleição ao Senado era prego batido e ponta virada. Perdeu o Senado e a vice para o general Mourão.

O preço de um favor

Segundo o pastor Silas Malafaia, quem ama cuida, ajuda, protege. É o que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, deveria fazer com o Magno Malta, dando-lhe um Ministério, já que ele foi o responsável por levar lideranças evangélicas a apoiarem o futuro presidente. Malta está enfurnado em seu sítio no Espírito Santo.

  • Esse caso do vereador Juruna é obscuro, estranho, cavernoso.
  • Afinal de contas, ele cometeu crime ou não?!
  • Às vezes, a Justiça também é confusa nas suas mais variadas formas de interpretar a lei.
  • Prende, solta; solta, prende e solta de novo!
  • A partir de janeiro muita gente boa vai ficar sabendo que nem sempre a solução de um problema está nas mãos de um governante.
  • Como dizia minha avó: “criticar é fácil, fazer é que são elas”.
  • Tudo caminha para que o deputado Nicolau seja mesmo o futuro presidente da Mesa Diretora da Aleac.
  • E o Luís Gonzaga o 1º secretário.
  • Gonzaga vem de três mandatos.
  • Na avaliação dos deputados do PCdoB, a composição da Mesa Diretora deve ser plural e contemplar todos os partidos com representação na Casa.

Outras Notícias