Acre é estado da região Norte onde mais são realizadas cirurgias de transplante de órgãos, aponta ABTO


Recusa da família é a principal causa da não doação de órgãos no país. Mais de 6.000 transplantes foram realizados, porém 33 mil pessoas aguardam por um órgão

TON LINDOSO, DO CONTILNET

O Acre surpreende em dados divulgados na quarta-feira (21) pela Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO). É que o estado é o único na região Norte a registrar índices positivos na doação de órgãos.

De acordo com o levantamento, no quesito transplante de fígado com doador morto, o Estado se destacou. “O relatório destaca o crescimento desse tipo de transplante no Acre, que atingiu 16 transplantes por 1 milhão de pessoas, único estado da região Norte com essa atividade”, publicou o R7.

/Foto: Reprodução

A publicação apontou que esse tipo de transplante cresceu 2,3% e com doador vivo caiu 10,7%. O Distrito Federal e o Paraná realizaram mais que 25 transplantes por 1 milhão de pessoas.

A recusa da família é a principal causa da não doação de órgãos no país, o que representa 44% da não concretização de doação de potenciais doadores. O outros motivos mais frequentes são contraindicação médica (16%), parada cardíaca (9%) e morte encefálica não confirmada (6%).

comentários

Outras Notícias

Veja Também