Rio Branco, Acre,





Helicóptero João Donato será utilizado como suporte aéreo para os atendimentos do Samu


A mudança é uma das ações prioritárias implantadas pelo novo governo, e foi anunciada pelo secretário de Saúde do Estado

MÁGILA CAMPOS, SECOM

O helicóptero João Donato terá uma nova funcionalidade durante a gestão de Gladson Cameli. A partir dos próximos meses, a aeronave do estado será utilizada para suporte aéreo do Serviço de Urgência e Emergência, no transporte de pacientes de um município para outro.

A mudança é uma das ações prioritárias implantadas pelo novo governo, e foi anunciada pelo secretário de Saúde do Estado, Alysson Bestene, em entrevista concedida ao programa Resenha Aldeia, desta segunda-feira, 21.

” O helicóptero vai trabalhar em parceria com o Samu para fazer ações de urgência e salvar vidas em todo o Estado. A ideia é que ele chegue nas comunidades mais distantes da nossa capital”, destaca Bestene.

As operações, segundo o secretário, irão reduzir os custos com fretamento aéreo para situações emergências de atendimento a população acreana, que até então, gerava altos custos no orçamento da saúde estatal.

O gestor frisou ainda que não tem uma data específica para o Harpia 01, começar as operações, mas destacou que a equipe está acelerando o processo para que a partir de março comece a operar nos 22 municípios acreanos.

“Estamos trabalhando para melhorar o atendimento a nossa população, sobretudo, as mais necessitadas, aquelas que vivem nas zonas rurais, os ribeirinhos e agricultores. A  aeronave vai nos auxiliar nessas ações”, enfatiza.

Transporte terrestre 

Outra medida adotada pela Sesacre é relacionada ao transporte terrestre de pacientes em tratamento de câncer para o município de Rondônia, Porto Velho. De acordo com Bestene a parceria com o Corpo de Bombeiro, que fazia esses deslocamentos, será retomada ainda este ano.

” Assim que o orçamento abrir, reativaremos essa parceria para que o ônibus com os profissionais do Corpo de Bombeiro, possa fazer esse transporte das pessoas que precisam fazer tratamento fora de domicílio”, ressalta.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também