Policial Civil percebe tentativa de assalto e alveja criminoso com dois tiros, em Xapuri


Acusado já havia participado de roubo com reféns a uma casa lotérica da Capital, em outubro de 2013

REDAÇÃO CONTILNET

O inspetor da Polícia Civil Eurico Feitosa evitou o pior durante uma tentativa de assalto a um comércio da cidade de Xapuri, no interior do Acre. O proprietário do estabelecimento reagiu à abordagem do criminoso, iniciando com ele uma luta corporal. Feitosa, que passava pela rua, ouviu o disparo e reagiu, atirando contra Moisés Nascimento Santos, de 27 anos.

“Minha ação foi instantânea ao perceber que o comerciante poderia ser morto pelo indivíduo”, contou o inspetor.

Acusado recebe os primeiros socorros antes de ser levado ao hospital/Foto: reprodução

Ferido nas costas e no braço, Moisés foi socorrido e horas depois encaminhado para o Pronto Socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), onde passaria por cirurgia para a extração dos projéteis. O dono do mercado também saiu ferido e precisou de atendimento.

A polícia descobriu que Moisés esteve envolvido em um assalto com refém a uma agência lotérica, no Centro de Rio Branco, em outubro de 2013.

Segundo a polícia, o comparsa que estava com ele durante a tentativa de assalto em Xapuri já foi identificado, e realiza buscas na tentativa de prendê-lo.

Relembre o caso

Moisés Nascimento Santos, que hoje tem 27 anos, foi protagonista de uma tentativa de roubo à casa lotérica localizada na rua Rui Barbosa, no Centro da Capital.

Moisés em registro feito em 2013: ele era o líder do grupo criminoso/Foto: UOL

O crime foi frustrado pelo policial civil aposentado Albion Gomes de Almeida (já falecido), que na época tinha 64 anos de idade.

Homens do grupo de elite da Polícia Militar do Acre conseguiram controlar a situação e convenceram, depois de horas de negociação, os criminosos a se entregarem. Ninguém se feriu.

Com informações e imagens do site oaltoacre.com

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também