Rio Branco, Acre,





Com apenas 17 anos, acreano é aprovado em 1º lugar em Medicina na Ufac, na ampla concorrência


A vaga foi conquistada na categoria de ampla concorrência com média de 899 pontos. Desde o 9ª ano do Ensino Fundamental que o jovem realizava as provas do exame

CARINA MENEZES, DO CONTILNET

O acreano Igor Diore Palza Porfiro da Silva, de apenas 17 anos, conseguiu realizar sua meta idealizada para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e assim, realizar o sonho de sua vida no início deste ano. O jovem foi aprovado em primeiro lugar, na categoria ampla concorrência, no curso de medicina da Universidade Federal do Acre (Ufac), curso mais concorrido da Universidade.

Igor conta como foi a preparação para o Enem?Foto: arquivo pessoal

Apesar da pouca idade, o jovem diz que sempre quis fazer curso superior ligado a área de ciências biológicas, na qual se encontra medicina, e se preparou desde muito cedo para isso.

“A preparação para o Enem começou desde o 1º ano do Ensino Médio, sempre procurei complementar o que eu aprendia na escola com vídeos-aula da internet e muitos exercícios e simulados. No 3º ano, intensifiquei a rotina de estudos realizando muitas revisões. Segui um cronograma de estudos de um cursinho online, o que me ajudou bastante a me programar sobre os conteúdos que iriam ser cobrados na prova”, explicou.

Desde o 9º ano do Ensino Fundamental que o acreano realizava o Exame, como treineiro. Segundo ele, isso, junto com os simulados, o ajudou a alcançar seu objetivo. Obstinado, Igor criou uma meta de ficar com todas as notas acima de 700 pontos. “Abdiquei até mesmo do tempo da redação para atingir meu objetivo”, disse.

Silva conta ainda, que além dos treinos realizando as provas e dos simulados, criou também uma rotina de estudos a partir de um cronograma obtido na internet.

“A minha rotina de estudos presava sobretudo pela qualidade e produtividade. Segui um cronograma anual obtido na internet em que programava meus assuntos durante o ano e os organizava durante a semana para todos os dias eu estudar entre 2 ou 3 tópicos por dia, seja através de livros, videoaulas ou exercícios. Para cada tópico eu criava mapas mentais com o intuito de não esquecer de conteúdos já estudados para uma prova que só é realizada no fim do ano”, destacou.

Resultado

Com toda essa preparação, o jovem alcançou a meta que havia estabelecido. Ele ficou com nota superior à 700 pontos em todas as áreas do conhecimento. Sendo, 860 pontos na redação, 709,2 em Linguagens, 718,4 nas Ciências Humanas, 751,9 em Ciências da Natureza e 923,7, maior nota, em Matemática e suas Tecnologias. A média dele no Enem foi de 899 pontos.

“Eu sempre tive em mente que mantendo o foco a determinação, poderia vencer os obstáculos que aparecessem e assim alcançar a minha meta. Foi incrível saber que o esforço acumulado e planejado por mim e por todos aqueles que me ajudaram durante esses anos foi exitoso e rendeu bons frutos para o ingresso em uma instituição federal de ensino”, comemora.

Igor Diore concluiu o ensino médio no Colégio Latu Sensu, em Rio Branco. Segundo ele, a média alcançada no exame seria suficiente para conseguir aprovação em outros cursos de outras universidades, como Engenharia Civil ou Direito na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No entanto, ele decidiu optar pela vaga de medicina na Ufac.

“A priori resolvi fazer Medicina na Ufac. Atualmente, o sistema das universidades federais deixa o aluno apto a novas experiências em outras instituições, como transferências, intercâmbios e até mesmo a própria 2ª edição do Sisu, no meio de ano”, lembrou.

A divulgação das notas também causou alegria aos familiares e amigos: “Minha família e os amigos ficaram muito felizes com a notícia, sempre acreditaram em mim e para eles saber do meu resultado foi algo bastante satisfatório”, diz.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também